Buscar

São Gonçalo celebra seu padroeiro sem a tradicional procissão

Prefeito Nelson Ruas e primeira-dama, Dona Marinete, acompanhados do presidente da Câmara, Lecinho Bredas, participaram da Missa

Nelson e Dona Marinete/Foto: Divulgação

Após três dias de comemorações, o ponto alto pelo dia de São Gonçalo do Amarante, comemorado neste domingo (10), foi a celebração de missas na Igreja Matriz de São Gonçalo. Com público reduzido e transmissão via internet, o evento seguiu todos os protocolos de segurança para evitar o contágio do novo coronavírus.


O prefeito Nelson Ruas, acompanhado da primeira-dama, Dona Marinete, e o vice-prefeito, Sérgio Gevú, participaram da última celebração, às 19 horas. A tradicional procissão, que atrai milhares de fiéis, não foi realizada em virtude da pandemia. Mesmo com o número de participantes limitado a 150 pessoas, obedecendo aos protocolos de distanciamento, não faltaram música, fé e emoção pelo dia do padroeiro da cidade. A missa foi celebrada pelo padre André Luis Siqueira, pároco da Matriz. Segundo ele, este ano o Dia de São Gonçalo do Amarante tem uma importância ainda maior, já que o padroeiro é um símbolo de motivação e perseverança. - Quando a gente percebe que não tem como ter um controle da vida, da história, a gente percebe também que é preciso colocar a nossa confiança em Deus - explicou o padre André Luis.

Durante a celebração em homenagem ao padroeiro, o pároco também levou uma mensagem de solidariedade e esperança aos fiéis. Para o prefeito de São Gonçalo a celebração do padroeiro tem um significado especial não só para os devotos, mas também para a cidade. - O gonçalense não pode esquecer de suas tradições. São Gonçalo do Amarante é o padroeiro dessa cidade e também representa a fé dessas pessoas. Celebrar seu dia é uma tradição importante e que deve ser mantida ano a ano - ressaltou Nelson Ruas. Além do prefeito e vice-prefeito, marcaram presença na celebração o presidente da Câmara Municipal de São Gonçalo, Lecinho (MDB), os vereadores Alexandre Gomes (PV), Jalmir Júnior (PRTB), e Prof. Felipe Guarany (PRTB), além de membros do Executivo.

Memória

Ao final da missa, o prefeito Capitão Nelson e o vice-prefeito Gevú receberam das mãos de Rui Aniceto Nascimento Fernandes o livro de sua autoria, “Um ilustre desconhecido – Gonçalo Gonçalves, os processos de colonização lusa nas terras guanabarinas e identidade local”, lançado na última sexta-feira (8). A publicação traz a história do português Gonçalo Gonçalves, que se confunde com o nascimento do município, quando em 1579, Gonçalo ergueu a Paróquia de São Gonçalo do Amarante para homenagear seu santo de devoção, dando origem à cidade.



MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon