Buscar

São Gonçalo recebe 10.210 doses da vacina Oxford/AstraZeneca

Município já aplicou cerca de 6.500 vacinas em trabalhadores da saúde e idosos em abrigos

Foto Ilustração: Felipe Brasil

A Secretaria Municipal de Saúde de São Gonçalo retirou nesta segunda-feira, da Coordenação Geral de Armazenagem (CGA) da Secretaria de Estado de Saúde, no Barreto, em Niterói, 10.210 doses da vacina Oxford/AstraZeneca. As doses também serão aplicadas inicialmente nos trabalhadores da saúde e pessoas institucionalizadas, que vivem em instituições de longa permanência ou residências terapêuticas, como já vem acontecendo com a vacina CoronaVac. As novas doses começarão a ser aplicadas ainda esta semana. O imunizante da AstraZeneca foi encaminhado pelo Ministério da Saúde e segue as recomendações do Programa Nacional de Imunizações (PNI), preconizando o público prioritário da primeira fase. Diferente da CoronaVac, que teve metade das doses retidas pelo Governo do Estado para garantir a aplicação da segunda dose entre 14 e 28 dias no mesmo grupo de pessoas, toda a remessa da AstraZeneca será aplicada, já que há um intervalo de três meses entre a primeira e segunda doses. Ou seja, as 10.210 doses da AstraZeneca serão aplicadas ao mesmo número de pessoas. A justificativa é de que nova remessa do imunizante chegará no prazo de três meses, que é o tempo para a aplicação da segunda dose.

Balanço

Das 9.086 vacinas da CoronaVac já entregues nas unidades de saúde de São Gonçalo, 6.499 já tinham sido utilizadas até as 13h desta segunda-feira. O objetivo das equipes de vacinação é aplicar as doses em todos os funcionários e institucionalizados das residências terapêuticas da cidade ainda nesta segunda-feira. Também nesta segunda-feira, as doses de CoronaVac foram entregues às equipes dos PAMs Neves, Alcântara e Coelho; Clínica da Criança, Consultório na Rua, Pronto Socorro Central, Pronto Socorro Infantil, Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), Hospital Luiz Palmier e Serviço de Atendimento Domiciliar (SAD). Nesta terça-feira (26), as visitas voltam a acontecer nas instituições de longa permanência de idosos (Ilpis) e nas unidades de saúde. Todos os vacinados estão sendo incluídos em um cadastro nacional. Todas as informações também estão sendo reportadas ao Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro. São Gonçalo segue as recomendações do Ministério da Saúde. Mesmo com a nova remessa de vacinas, os grupos prioritários permanecem os mesmos por enquanto e incluem: pessoas com 60 anos ou mais abrigadas em instituições e seus funcionários; pessoas maiores de 18 anos com deficiência abrigadas em instituições e seus funcionários e todos os trabalhadores da saúde. A remessa da segunda dose da vacina CoronaVac está programada para a primeira semana de fevereiro. As doses serão aplicadas nas mesmas pessoas que receberam a primeira dose, obedecendo ao intervalo de, pelo menos, 14 dias entre a primeira e a segunda dose.


MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon