Buscar

SG recebe mais 20 mil doses da vacina da gripe e 110 mil já foram imunizadas

São Gonçalo espera vacinar até 90% de todo público-alvo da campanha

Equipes do Saúde da Família fazem vacinação em casa/Foto: Divulgação

Preocupada em manter um dos grupos mais vulneráveis ao Coronavírus imune da gripe, a Prefeitura Municipal de São Gonçalo vem atuando de forma massiva na vacinação dos seus 164 mil idosos. O município recebeu hoje o quarto lote da vacina contra Influenza com mais 20 mil doses. Ao todo já foram imunizadas 110 mil pessoas.

A campanha teve início em 23 de março e só no primeiro dia imunizou 40 mil idosos da cidade. O segundo lote, recebido no dia 25, vacinou outras 30 mil. O terceiro lote, que foi distribuído aos postos de saúde no dia 27 deste mês, protegeu mais 20 mil idosos e hoje (31), o quarto lote permitiu que mais 20 mil fossem vacinados.

A campanha também continua massiva na vacinação dos idosos em domicílio. Nesta terça-feira (31), equipes das Unidades de Saúde da Família (USF) percorreram os bairros Mutuá, Itaoca, Ipiiba, Almerinda, Alcântara, Mutondo, Anaia, Jardim República, Brasilândia e Bandeirantes, vacinando os moradores com mais de 60 anos cadastrados nas USFs.

- Foi a maneira que encontramos de preveni-los para que permaneçam no isolamento social sem colocar a saúde em risco. Neste momento de pandemia eles devem permanecer em suas residências, por isso realizaremos esta busca ativa - explica o Prefeito José Luiz Nanci.

Diversas medidas protetivas foram realizadas para conter o avanço do Coronavírus. Além da vacinação domiciliar, as 71 unidades de saúde que estão realizando a vacinação promovem o atendimento em tendas ao ar livre, para impedir a aglomeração de pessoas em locais fechados, além de orientar aos idosos a manterem distanciamento na fila de um metro e meio entre as pessoas. Unidades como o Polo Sanitário Washington Luiz e a Clínica Gonçalense do Barro Vermelho estão realizando também o drive thru, com vacinação nos veículos.

Nesta primeira fase, a meta é imunizar os idosos. Esta medida cautelar usada pela prefeitura tem como meta impedir a exposição dos grupos mais vulneráveis ao Coronavírus.

- Convocamos toda nossa linha de frente que atua na atenção primária à saúde para juntos traçarmos essas estratégias de estar levando toda equipe de atenção primária, técnicos de enfermagem, agentes comunitários, enfermeiros, para irem aos domicílios dos idosos realizar as vacinas dos idosos. É uma maneira de diminuir aglomerações em postos de saúde e clínicas e proteger o idoso dentro do próprio domicílio - afirma a subsecretária de Atenção Básica, Maria Auxiliadora Rodrigues.

Governo dividiu grupo de campanha em fases

São Gonçalo espera vacinar até 90% de todo público-alvo da campanha. Para isso está seguindo o calendário estipulado pelo Ministério da Saúde que determinou que, o primeiro grupo são os idosos acima de 60 anos e profissionais da saúde. O segundo grupo que começa a ser vacinado a partir de 16 de abril, conta com professores, profissionais das forças de segurança e salvamento e pessoas com doenças crônicas. Já o terceiro grupo, que inclui crianças (6 meses a 5 anos), gestantes, puérperas, pessoas dos 55 aos 59 anos, população carcerária e funcionários do sistema prisional, começa a ser vacinado a partir de 9 de maio.

A respeito dos doentes crônicos o governo divulgou uma lista com as doenças que devem receber a dose da vacina. Serão aceitos portadores de doença respiratória crônica, doença cardíaca crônica, diabetes, Imunossupressão, doença renal crônica, doença hepática crônica, obesos, doença neurológica crônica, transplantados e portadores de trissomias (Síndrome de Down e Síndrome de Edward), por exemplo. É importante reforçar a informação que será preciso apresentar um atestado médico informando que o paciente é portador de uma destas doenças.

A vacina da gripe é contraindicada para crianças menores de seis meses.

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon