Buscar

Usuários da Saúde Mental caem na folia em SG


Lazer e festa também promovem saúde. E foi em ritmo de baile carnavalesco que a Coordenação de Saúde Mental de São Gonçalo realizou o Primeiro Encontro de Carnaval, em parceria com o Projeto Se Liga. Funcionários, familiares e usuários da rede estiveram presentes.

- Esses momentos são importantes para a integração entre os usuários. Não estamos falando aqui de socialização. Essas pessoas já são socializadas, o que a saúde mental promove é a acessibilidade e a integração, hoje, sobretudo a espaços culturais da cidade. Isso é fundamental no acolhimento e cuidado - destacou Aparecida Lobosco, coordenadora de - aúde Mental do município.

A rede de Saúde Mental é composta pelos Centros de Atenção Psicossocial (Caps), sendo um de Álcool e outras drogas (Caps AD III) em Alcântara que funciona 24 horas; Centro de Atenção Psicossocial Infanto-juvenil (Capsi); Ambulatórios ampliados, e também a emergência psiquiátrica no Hospital Luiz Palmier. Além da integração de todos os profissionais junto aos pacientes, a programação contou com oficina de adereços e um grande baile de carnaval.


- Esse encontro hoje promove algo fundamental que é a inclusão através da arte e da cultura, e também integra a comunidade, trazendo esse movimento para além das unidades e serviços - disse a psicóloga, sanitarista e articuladora intersetorial e comunitária da rede de saúde mental de São Gonçalo, Kassia Kapella.


MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon