Buscar

'Valentões' mascarados pedem reabertura do comércio em SG

Por Rodrigo Melo

Os manifestantes/Foto: Divulgação

Um grupelho de manifestantes - mas o bastante para uma aglomeração - se reuniu nas escadarias da prefeitura de São Gonçalo na manhã desta quarta (22/4) para exigir a reabertura do comércio, parcialmente fechado por força de decreto do prefeito José Luiz Nanci desde 13 de março, atendendo aos esforços mundiais de combate à pandemia de Covid-19.


A medida, como se sabe, visa o isolamento social e a quarentena, no sentido de impedir, além de mortes desnecessárias, um colapso no sistema de saúde devido à alta taxa de contágio do coronavírus e de hospitalização das pessoas com os sintomas da doença.


Os manifestantes, supostos empresários e comerciantes, chegaram à Prefeitura em carreata, já batizadas em todo o país de "carreatas da morte", com seus possantes modelo SUV, bandeiras do Brasil, faixas com acabamento profissional e palavras de ordem, como "comércio aberto já" e "só queremos trabalhar", sob olhares perplexos de quem acompanhou o ato insano.


- Convictos da ideia de que se um trabalhador adoecer é só substituí-lo temporariamente e se morrer é só substituí-lo em definitivo, os patrões desfilavam com seus carrões pelas ruas do centro da cidade, com direito a uma pequena pausa nas escadarias da prefeitura. Não é impressionante a obsessão dos vagabundos pelo trabalho alheio? - se pergunta Isaac Ricalde, na sua página no Facebook.

As carreatas, estimuladas pela postura do irresponsável-mor da República, que tenta cotidianamente sabotar e implodir as medidas sanitárias de isolamento adotadas por governadores e prefeitos, vêm ocorrendo desde a semana passada em várias cidades do país, principalmente capitais.


Segundo a Agência Pública, políticos, empresários e movimentos da direita estão por trás das carreatas em diferentes estados para forçar o fim do isolamento. E esses eventos têm uma coisa em comum: o envolvimento direto na organização ou divulgação das carreatas da morte de políticos ligados a Jair Bolsonaro e ao projeto de partido Aliança pelo Brasil.


Em São Gonçalo não é diferente, basta um simples passeio por grupos e páginas de apoio a Bolsonaro nas redes sociais para saber quem é quem por trás do desatino.


Como camarão que dorme a onda leva, os valentões que brincam com a vida alheia protestaram devidamente mascarados, não para esconderem a cara, já que ali não havia mais vergonha, mas para evitar a contaminação do vírus letal.


MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon