Buscar

'Versos e Vozes' que transformam vidas no Rio

Por Regina Alves

Luna Magalhães em ação/Fotos: Divulgação

"A gente não quer só comida, a gente quer comida, diversão e arte..."


Essa matéria de hoje tem tudo a ver com os versos clássicos de Comida, canção oitentista do grupo paulistano Titãs, que infelizmente atravessou os anos com triste atualidade.


Entrevistamos a professora, poeta e ativista social, esse humano-ser, Luna Magalhãess, que toca com garra e alter esperança o Versos & Vozes Projeto Social, nascido em 2015, com a missão de alimentar corpo e alma de pessoas em situação de rua e com altíssima vulnerabilidade social na cidade do Rio de Janeiro.


E sim, deixo aqui o meu depoimento.


A Luna Magalhãess e dessas pessoas que surge como um vendaval do bem. E vai te aconchegando e acolhendo de uma forma que não tem como deixar passar, esse afago em formato de Poesia.


Um Projeto Social para ganhar vida precisa muito mais que espaços e sim de Vida Viva por trás dele. O versos & Vozes Projeto Social não somente trata o corpo das pessoas em vulnerabilidade social e sim daquilo que habita no mais secreto de cada um: Seus Sonhos Adormecidos.


Bora abraçar esse Projeto? Sim!


Luna Magalhãess, conta pra gente: como surgiu o Versos & Vozes Projeto Social? É fácil fazer Ação Social em nosso estado?

A ideia começou a se desenhar quando eu participava de um movimento que entregava quentinhas nas ruas da cidade. Ali, no triste cenário de miséria e desigualdade, em meio a histórias e experiências incríveis, eu pensei que para além do corpo, eles precisavam urgente de um alimento pra alma.

O projeto não aconteceu de imediato, mas alguns anos depois, em 2015, realizei a primeira oficina de poesia na Casa de Betânia. Na época chamava-se Poetas de Betanópolis. Fazer arte e cultura em nosso país é uma difícil e desafiadora tarefa. Quando tem ligação com uma ação social então, é ainda mais desvalorizado.


Quais são as maiores dificuldades encontradas nas Ações feitas pelo Versos & Vozes Projeto Social?

Muitos são os desafios, desde a rotatividade e instabilidade dos acolhidos nos equipamentos, até as situações de extrema vulnerabilidade social. Mas a maior delas é a carência de apoio e recursos financeiros.

Qual é o alcance do Versos & Vozes Projeto Social como ele atua na prática e qual é o público alvo. Existe faixa etária a ser atendida?

O Versos & Vozes possui grande impacto na sociedade por se tratar de um projeto com responsabilidade social que desenvolve importantes ações de cunho cultural, que contribuem para a integração de pessoas em situação de vulnerabilidades. Essas são importantes ações que contribuem para que elas adquiram ferramentas necessárias para assumirem suas autonomias e se reconhecerem enquanto sujeitos de suas próprias histórias por meio da arte.

Neste projeto ministro oficinas que despertam a poesia em pessoas em situação de rua em associações civis, equipamentos da SMASDH (Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos e parceiros. O nosso público alvo são pessoas em situação de vulnerabilidade Social. Normalmente o projeto atua com adultos, mas está iniciando uma nova experiência com crianças.


Quantas pessoas são envolvidas no Projeto desde o preparo até a ação física. no caso o contato com o ser social beneficiado com a ação?


O projeto só tem uma professora, no caso eu. Realizo as atividades, mas tenho parcerias de voluntariado com a secretaria municipal e o projeto de corais Uma Só Voz e, por conta disso, ao longo dos anos temos ensaiado e levado a obra poética dessas pessoas para serem apresentadas em diversos espaços de renome da cidade, como Museu do Amanhã, CCBB, Centro Cultural da Justiça Federal e sala Cecília Meirelles.

O Projeto tem ponto fixo nas Ações Sociais ou ele vai em locais pontuais? Quais seriam?


O projeto atualmente atua com as oficinas em locais fixos, nos equipamentos: Rio Acolhedor, Centro Pop e Irmã Dulce (no momento com atividades suspensas pela prefeitura devido a pandemia) e nas duas unidades da Casa de Betânia, em Jacarepaguá e Santíssimo (onde já retornamos as atividades).

Mas acontecem diversas ações pontuais com apresentações ao longo do ano, em feiras, museus e festivais.

Como vocês conseguem às arrecadações para as Ações Sociais? E como orquestrar tudo isso e mobilizar pessoas tanto na ação direita como na indireta?


Hoje todo custo no investimento com as despesas do projeto é bancado por mim que sou professora e idealizadora do projeto. E somente em algumas ações pontuais pode ocorrer uma remuneração. Hoje o Projeto tem mais a sua atuação direta financeiramente além das atividades inclusivas. E te pergunto, Luna Magalhãess: como um cidadão comum ou até mesmo um microempreendedor pode ser um apoiador (financeiro) desse Projeto Causa Social?


Qualquer pessoa pode apoiar ajudando a divulgar nosso trabalho e página no instagram, conseguindo espaços e oportunidades para que possamos mostrar um pouco do trabalho ou ajudando com doações financeiras.

Quais são os critérios e como uma empresa de médio e pequeno porte pode ser um APOIADOR do VERSOS & VOZES PROJETO SOCIAL?

Toda e qualquer marca ou empresa, que possua um olhar afetivo para nossa causa, que se identifique com a nossa responsabilidade social, pode entrar em contato e nos ajudar.

Como faço para ter acesso às ações do Versos & Vozes Projeto Social e onde encontrá-los?

Para ter acesso às nossas ações podem seguir, acompanhar e entrar em contato através da nossa página no Instagram: https://instagram.com/versosevozesprojetosocial?igshid=1i29sxou666vh


Quais as lições que essa Ação Social trouxe não somente para você mas sim aos envolvidos no Versos & Vozes Projeto Social?

Nesses cinco anos de projeto foram tantas as lições, que não caberiam nesse espaço. Uma em especial me trouxe a compreensão de que não é possível ter o controle de tudo e que, especialmente quando lidamos com vidas, o planejado pode se tornar imprevisível.

Se você pudesse fazer três pedidos a quem está lendo essa matéria quais seriam?

Me ajuda a divulgar nosso projeto social? Me ajuda a conseguir um patrocinador? Conhece alguém da grande mídia, que possa nos dar lugar de fala?






MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon