Buscar

Vigilância multa e fecha comércio que não cumpre decreto em São Gonçalo

O valor do auto de infração custa R$ 9 mil

Equipes percorrem toda a cidade e orientam comerciantes/Foto: Divulgação

O trabalho da Vigilância Sanitária em São Gonçalo foi intensificado neste momento, em razão da pandemia do novo Coronavírus. O órgão está atuando desde o dia 14 de março, de segunda a segunda, 24 horas por dia, para que os decretos publicados nesta situação de emergência sejam cumpridos.


O órgão conta com o apoio da Guarda Municipal e a Fiscalização de Posturas, que verificam se os estabelecimentos que não são de caráter essencial estão fechados. São vistoriados cerca de cem lugares diariamente. Ao todo, no município, já foram visitados mais de mil estabelecimentos pelas equipes da Prefeitura.

Durante as vistorias, na primeira visita os locais são orientados a fechar, evitando a aglomeração de pessoas e respeitando o decreto da quarentena. Os comerciantes que não acatam a orientação são multados e o valor do auto de infração custa R$ 9 mil. Os locais que não possuam licença sanitária e não apresentem segurança à saúde da população são interditados e impedidos de funcionar. Ao todo três locais já foram fechados por não cumprir as regras da Vigilância Sanitária.

O serviço das equipes começa logo cedo pela manhã e vai até a madrugada. As visitas também são feitas várias vezes ao dia e à noite para evitar que os locais abram novamente depois da fiscalização. O órgão já autuou mais de vinte comércios que não respeitaram o decreto em toda a cidade. Os grupos estão atuando em todos os bairros, incluindo: Rocha, Alcântara, Porto Novo, Gradim, Neves, Vila Lage, Santa Catarina, Barro Vermelho, Pita, Centro, Coroado, Mutondo, Trindade, Bandeirantes, Rio do Ouro, Porto da Pedra e Zé Garoto.

- Também estamos orientando as pessoas nas ruas e indo aos bancos para verificar se eles estão atuando com o trabalho de desinfecção das áreas por onde os clientes passam. É importante frisar que a população só deve sair de casa em situações de extrema necessidade - destaca Marcio Barreiros, coordenador de Vigilância Sanitária.

Além das rondas, a Vigilância Sanitária também atua firmemente na vistoria do POP de desinfecção, procedimento que verifica a eficácia da limpeza dos locais que recebam aglomeração de pessoas. De acordo com o órgão, esta semana as empresas de ônibus da cidade também serão visitadas. O grupo também orienta a população sobre o distanciamento seguro de um metro e meio para cada pessoa nas filas. A ação ocorre principalmente nos bancos e foca nos idosos que estão no período de receberem o pagamento da aposentadoria.

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon