top of page

Pré-candidatos se movimentam e revelam prováveis aliados nas eleições deste ano

Políticos já andam de mãos dadas na cidade


Por Rodrigo Melo

Altineu Cortes e Dimas Gadelha devem polarizar candidaturas para a Câmara Federal em São Gonçalo/Fotos: Reprodução Internet
Altineu Cortes e Dimas Gadelha devem polarizar candidaturas para a Câmara Federal em São Gonçalo/Fotos: Reprodução Internet

Aos poucos os políticos de São Gonçalo de todos os espectros de esquerda, direita ou centro vão arrumando os seus pares e desfilando de mãos dadas no calçadão da Praia das Pedrinhas.


Desde semana passada, quando o Daki deu o furo da pré-candidatura do vereador Romario Regis (PCdoB) à Câmara Federal, o edil - ameaçado de cassação pelos seus pares na Câmara de Gonça City - passeia agarradinho ao ex-prefeito de Niterói, Rodrigo Neves (PDT), postulante ao Palácio Guanabara.


Ontem (19), Regis, que já havia sido o anfitrião de uma reunião ocorrida no Gradim no dia 12/2, ciceroneou Neves na cidade, visitando Alcântara e, claro, as Pedrinhas, região que o pré-candidato a governador prometeu revitalizar se for eleito este ano. A Agenda de pré-campanha foi amplamente divulgada nas redes sociais.


Também neste sábado, o vereador Prof. Josemar (Psol), que sonha ocupar uma cadeira na Alerj em 2023, divulgou no seu Twitter conversações com o Richard Gere da política fluminense, Alessandro Molon (PSB), que cavuca uma candidatura competitiva ao Senado, na chapa de Marcelo Freixo ao governo do Estado.



Mas se não der certo, uma dobrada com o psolista de Neves (o bairro, não o ex-prefeito) à Câmara Federal seria bem-vinda. Molon foi o terceiro deputado mais votado em 2018 com 227.914 votos. Josemar também está no cadafalso da cassação, assim como Romario Regis.


O médico sanitarista Dimas Gadelha (PT), ex-candidato segundo-turnista à Prefeitura de São Gonçalo e pré-candidato a deputado federal, que já tem casamento sólido com o prefeito de Maricá, Fabiano Horta (PT), monta uma robusta estrutura de apoio com lideranças políticas e ex-candidatos às câmaras legislativas das cidades da região metropolitana do Rio de Janeiro.



Gadelha deve antagonizar com o deputado federal Altineu Cortes (PL) nas eleições de outubro. O experiente Cortes, mentor e artífice da vitória do atual prefeito Nelson Ruas (PL) em 2020 contra o candidato petista, tentará a reeleição tendo como dobrada para a Alerj o filho do alcaide, Douglas Ruas, aliança que deve levar para o casório como “cavaleiros de honra” 23 dos 27 vereadores do Palácio 22 de Setembro.


Segundo fontes consultadas pelo Daki que tiveram acesso a pesquisas encomendadas por partidos e agentes ligados ao governo Nelson Ruas, mas que não foram registradas no TRE, Cortes e Gadelha lideram as intenções de voto para a Câmara Federal em São Gonçalo.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.




POLÍTICA