top of page

Professor da UNB é acusado de agredir e ameaçar ex-namorada

Agressor teria ficado várias horas com a vítima em seu apartamento a ameaçando com uma faca


Foto: Reprodução UNB
Foto: Reprodução UNB

Revista Fórum via Metrópolis - Fernandes Batista de Amorim, 45 anos, professor de patologia clínica do Departamento de Medicina da Universidade de Brasília (UnB), é acusado pela ex-namorada de agressão e ameaça de morte com uma faca.


O caso teria ocorrido na quarta-feira (21) em Taguatinga (DF), na casa do docente, e é investigado pela Delegacia Especial de Atendimento à Mulher II (Deam). Várias fotos da vítima com hematomas foram anexadas à investigação.


A namorada relata que, ao voltar pra casa, “um morador do condomínio que eu não conhecia nos cumprimentou e comentou sobre o tempo naquele dia, e eu respondi educadamente. Quando entramos na casa dele, ele falou que não tinha gostado e começou a agir agressivamente”.


A partir desse momento, ele passou a xingar a ex-namorada, puxou seus cabelos a ameaçou com uma faca. Ele chegou a furar um colchão com a faca e prendeu a vítima em um dos quartos.




“Ele ainda me mordeu, me chutou e me bateu. Depois, me trancou com o ar-condicionado na temperatura mais fria e quebrou meu celular. Foi horrível, não tive como pedir ajuda a ninguém”, conta a ex-namorada.


A violência perdurou até o fim da tarde daquele dia. Após muito tempo, o professor da UnB a expulsou da casa dele. Ela, então, pegou suas coisas e saiu do local.


“Antes de estragar meu aparelho, ele apagou todos os meus arquivos. Não consegui recuperar nada. Antes de sair, ainda o avisei que iria a uma delegacia para denunciá-lo. Debochado, ele me disse: ‘Se você for na delegacia, vou te matar’”, relata a ex-namorada.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.





POLÍTICA