top of page

Projeto de Lei valoriza cultura do Hip Hop e rodas culturais em São Gonçalo

Iniciativa de autoria do vereador Romario Regis (PDT) já foi apresentada na Câmara Municipal


Foto: Julio Diniz/Divulgação
Foto: Julio Diniz/Divulgação

O município de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, está prestes a dar um grande passo na valorização da sua cultura e na preservação da herança do Hip Hop. O Projeto de Lei "Lei de Incentivo ao Desenvolvimento do Movimento Cultural Hip Hop Gonçalense" foi apresentado na Câmara Municipal e está aguardando o parecer da Comissão de Justiça e Redação.

A iniciativa, de autoria do vereador Romario Regis (PDT), é uma manifestação do compromisso da cidade em reconhecer, promover e apoiar ativamente o Hip Hop e a cultura que o rodeia. São Gonçalo é famosa por sediar a icônica "Batalha do Tanque", na Praça dos Ex-Combatentes, no bairro do Paraíso, que tem sido um espaço para fomentar talentos reconhecidos em todo o país. Cantores conhecidos nacionalmente, como Orochi, Xamã e Azzy, por exemplo, começaram as suas jornadas artísticas na Batalha do Tanque.


O Projeto de Lei visa estimular a produção artística, promover a cultura Hip Hop, disponibilizar espaços culturais, fomentar a colaboração entre artistas e coletivos, capacitar agentes culturais e criar um fórum permanente de diálogo com essa comunidade artística. Além disso, busca reconhecer os artistas do Hip Hop, preservar esse movimento, mapear suas manifestações culturais e transmitir conhecimento entre as gerações para fortalecer a identidade cultural local.


O vereador Romario Regis explicou: "São Gonçalo é uma cidade que pulsa com cultura, arte e diversidade. Nosso objetivo com este projeto é dar vida a essa cultura rica e garantir que o Hip Hop e as rodas culturais, que são pontos de grande reconhecimento da nossa identidade cultural, recebam o reconhecimento e o apoio que merecem”.

Uma das principais pautas do movimento Hip Hop é a luta pelos direitos sociais e das minorias, utilizando a arte como uma voz poderosa das regiões periféricas, denunciando injustiças e pleiteando mudanças sociais significativas. Este Projeto de Lei visa fortalecer e fomentar essa cultura intrinsecamente ligada a São Gonçalo, proporcionando um respaldo legal para que as manifestações de expressão ocorram de forma livre, sem qualquer impedimento ou repressão.



“O rap não é apenas música, mas uma voz para nossa juventude, uma plataforma para expressar suas preocupações, sonhos e lutas. Queremos criar um ambiente onde os artistas locais de rap possam prosperar e inspirar a próxima geração. As rodas culturais são importantes para a manifestação dessa cultura, e estamos comprometidos em preservar e fortalecer esses eventos espalhados pela cidade”, enfatizou o parlamentar.

Os próximos passos para a aprovação do Projeto de Lei estão agora em foco, com a expectativa de que ele seja levado à votação em breve. Isso inclui as etapas necessárias de votação, com as votações em comissões e, por fim, a votação em plenário. Geralmente, um projeto de lei precisa ser aprovado em duas votações em plenário para, em seguida, ser encaminhado à sanção ou veto do prefeito Capitão Nelson (PL).


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.



POLÍTICA