top of page

Quarentena e abuso sexual: fique de olho, alertam especialistas

SMDS e CMDCA-SG acendem alerta para casos de abuso infantil durante a quarentena

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Na data em que se celebra os 20 anos do Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Infância e Adolescência (SMDSIA), junto com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA-SG), acendem um alerta à população em relação à conscientização e sensibilização no combate da violência sexual infantil durante período da quarentena.

Em isolamento social para conter o coronavírus, crianças e adolescentes podem estar mais vulneráveis, principalmente pelo fato de seus agressores, na maioria das vezes, morarem na mesma casa. Longe da escola e de suas atividades de rotina, esse parcela social acaba ficando mais invisível e a ocasião pode favorecer para um aumento nos casos de violência.


Em São Gonçalo, órgãos e instituições que integram a rede de proteção à criança e adolescente estão em funcionamento para garantir proteção integral a essa população durante a quarentena. As três unidades dos Conselhos Tutelares do município, localizadas nos bairros Centro, Trindade e Raul Veiga, estão com os espaços físicos fechados por causa da pandemia, mas estão recebendo denúncias através do telefone de plantão (21) 98780-4852, que funciona 24 horas por dia ou pelos  e-mails: ct1sgrj@gmail.com; ct2sgrj@gmail.com e ct3sgrj@gmail.com . Apesar do atual momento, os conselhos estão recebendo cerca de 120 ligações por mês, entre denúncias, informações e orientações, mantendo a média mensal de atendimentos de antes do isolamento. A maioria dos casos de denúncia são de maus tratos e abuso infantil.

- As pessoas estão cientes de que os equipamentos não estão funcionando, mas que os atendimentos continuam acontecendo através do telefone, Whatsapp ou por e-mail e isso é muito importante porque mostra que a população está mobilizada e engajada na luta pelo fim da violência sexual contra crianças e adolescentes - destaca Haroldo Granja Júnior, presidente do CMDCA-SG.


O órgão conta com uma equipe interdisciplinar de assistentes sociais, psicólogos e pedagogos que atuam na fiscalização, aperfeiçoamento e ampliação dos direitos dos jovens em risco e em situações de violência ou negligência. 


- O dia 18 de maio representa uma conquista na garantia dos direitos de crianças e adolescentes. Diante do atual cenário é preciso que as pessoas se sensibilizem e olhem com mais atenção e cuidado para esses jovens que estão ao seu redor e, ao presenciar ou desconfiar de situações de violência, é preciso denunciar imediatamente. Esta é uma luta de todos nós - afirma a secretária da SMDSIA, Luciana de Souza Alves. 


As denúncias também podem ser feitas através do Disque 100 – Disque Direitos Humanos, canal de atendimento que acolhe, registra, analisa e encaminha as denúncias aos órgãos de proteção.

SERVIÇO

Conselho Tutelar São Gonçalo - Telefone e WhatsApp 24 horas: (21) 98780-4852

Disque 100



POLÍTICA