top of page

Rolé: Maioria dos brasileiros é contra atos golpistas, aponta Datafolha

E mais: Família de aluna denuncia injúria racial em escola pública do Rio, Bandidos seguem fazendo a ‘festa’ nos quiosques em Niterói, Menina com ossos de vidro conclui alfabetização


Foto: Reuters/Adriano Machodo/Direitos Reservados
Foto: Reuters/Adriano Machodo/Direitos Reservados

Começamos o Rolé desta quinta (22) com a notícia de que a pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta pelo jornal "Folha de S.Paulo" aponta que 75% dos brasileiros são contrários aos atos antidemocráticos de radicais bolsonaristas que não aceitaram o resultado da eleição presidencial.


O instituto perguntou aos entrevistados se eles eram a favor ou contra os atos realizados por apoiadores de Bolsonaro, que bloquearam rodovias de forma ilegal nos dias posteriores ao segundo turno e ainda mantêm acampamentos em frente a quartéis para pedir intervenção militar, o que é inconstitucional. Em G1: Maioria dos brasileiros é contra atos golpistas e defende punição, aponta Datafolha



Na Zona Oeste do Rio, familiares de uma aluna da Escola Municipal Almirante Frontin, em Campo Grande, usaram as redes sociais para denunciar, nesta quarta um episódio de injúria racial sofrido pela menina de 11 anos em um grupo de WhatsApp com outros estudantes da instituição.


Em um dos áudios enviados, a voz que parece ser de uma mulher adulta, possivelmente responsável por algum aluno, chama a menina de “cabelo de macaco”. O Extra noticiou: Família de aluna denuncia injúria racial em escola pública do Rio: ‘Cabelo de macaco’


Em Niterói, pelo menos cinco quiosques foram arrombados, e alguns deles furtados, na madrugada de ontem (21), na orla de Charitas. A prática é reincidente.


Os quiosques da região são organizados em números. Segundo os comerciantes, foram atacados pelos ladrões os quiosques 4, 13, 15, 19 e 20. De acordo com Maria de Fátima, que trabalha no quiosque 19, nem mesmo a “caixinha de Natal” dos funcionários se livrou. Tá na Tribuna: Bandidos seguem fazendo a ‘festa’ nos quiosques


Finalizamos o Rolé de hoje com a notícia de que aos seis anos, Helena Gabrielle de Souza Passos, mais conhecida como Lelê, recebeu o diploma de conclusão do Ensino Infantil em uma escola municipal de Boa Vista na quarta (14).


A formatura foi um momento especial, já que a criança nasceu com uma condição rara chamada "osteogênese imperfeita", o que tornou sua adaptação na escola um grande desafio. Vimos no Uol: 'Acolheram no coração': menina com ossos de vidro conclui alfabetização

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.