top of page

Rolé: Milícia cresce 387% e ocupa metade do território do crime no RJ, diz estudo

E mais: Polícia faz operação contra gatonet da milícia na Barra e mais três bairros, Justiça marca audiência de acusado de homicídio na Parada LGBTQIA+, Passageiros reclamam de atrasos após retirada de ônibus em Niterói, Candidatura de Faraó dos Bitcoins é barrada pelo TRE-RJ


Foto: Reprodução/ Twitter
Foto: Reprodução/ Twitter

Começamos o Rolé desta terça (13) com a notícia de que em um período de 16 anos, as milícias quase quintuplicaram seus territórios e são hoje o maior grupo criminoso do Rio de Janeiro. As áreas sob domínio de grupos paramilitares aumentaram 387,3% entre os anos de 2006 e 2021.


A conclusão é do Mapa Histórico dos Grupos Armados do Rio de Janeiro, que também mostra que ao menos 4,4 milhões de pessoas moram hoje em áreas controladas por grupos criminosos (milícia e tráfico) no Grande Rio —contingente 65% maior do que em 2006. Informações Uol: Milícia cresce 387% e ocupa metade do território do crime no RJ, diz estudo


E policiais da Delegacia de Repressão a Ações Criminosas Organizadas (Draco-IE) fazem, nesta terça, a "operação Acesso Negado contra o fornecimento ilegal de serviços de internet na região de Itaguaí. Com apoio da Corregedoria da Polícia Militar, equipes estão nas ruas para cumprir 12 mandados de busca e apreensão expedidos pela 1ª Vara Criminal Especializada/RJ.


Além da sede da empresa que operava o gatonet, em Santa Cruz, e da filial, em Sepetiba, os policiais estão em endereços das casas dos sócios, em bairros como Barra e Recreio. O Extra noticiou: Polícia faz operação contra gatonet da milícia na Barra e mais três bairros


Em Niterói, uma situação inusitada acontece no caso do homicídio cometido na Parada do Orgulho LGBTQIA+, no último dia 7 de agosto deste ano. A juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce marcou, para a próxima segunda (19), a primeira audiência de instrução do caso, mesmo com o réu, Matheus de Souza Cardoso, ainda estando foragido. Tá na Tribuna: Justiça marca audiência de acusado de homicídio na Parada LGBTQIA+


Ainda em Niterói, a falta de 16 ônibus das linhas da Auto-Ônibus Brasília, que foram retirados de circulação após medida judicial, nesta segunda (12), causou reflexos hoje nos pontos de ônibus da cidade. A empresa, que possui nove linhas atendendo bairros da Zona Norte, Sul e Centro, teve três linhas paralisadas.


A determinação judicial foi tomada depois que a empresa fornecedora dos veículos alegou o não cumprimento dos prazos de pagamento do financiamento realizado para a compra de veículos em 2018. Vimos no Enfoco: Passageiros reclamam de atrasos após retirada de ônibus em Niterói


Finalizamos o Rolé de hoje com a notícia de que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) indeferiu a candidatura a deputado federal de Glaidson Acácio dos Santos, conhecido como Faraó dos Bitcoins.


Preso na Operação Kryptos em agosto do ano passado, Santos tentava concorrer a uma vaga na Câmara dos Deputados pelo partido Democracia Cristã. Em Agência Brasil: Candidatura de Faraó dos Bitcoins é barrada pelo TRE-RJ

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.





POLÍTICA

KOTIDIANO