top of page

Rolé: Relatos apontam 30 casos de jovens yanomami grávidas de garimpeiros

E mais: Mais seis ônibus são sequestrados no Jardim Catarina, MP pede que Justiça determine intervenção nas barcas, se o estado não comprovar em 48 horas que vai assumir o serviço, Procon-RJ descarta meia tonelada de alimentos impróprios para consumo na Região Metropolitana


Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Começamos o Rolé desta quinta (2) com a notícia de que denúncias mostram que pelo menos 30 meninas e adolescentes yanomami estariam grávidas, vítimas de abusos cometidos por garimpeiros em Roraima, informou o secretário Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, Ariel de Castro.


Castro disse que os relatos foram apresentados pelo Conselho Indígena de Roraima (CIR) em reunião com comitiva do governo federal, na última segunda (30), na sede do Distrito Especial Yanomami de Roraima.


Representantes da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai) e da Coordenação de Operações Emergenciais do Ministério da Saúde também participaram do encontro e estão acompanhando os casos. Em Agência Brasil: Relatos apontam 30 casos de jovens yanomami grávidas de garimpeiros


Em São Gonçalo, na última quarta(1º), mais seis ônibus foram sequestrados por criminosos no bairro do Jardim Catarina. Ao todo, 29 veículos já foram atacados por criminosos desde o último domingo e utilizado como “barricadas”.


A informação foi confirmada pelo Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário do Estado do Rio de Janeiro. De acordo com a entidade, todos os veículos já foram resgatados e devolvidos a suas empresas. Vimos na Tribuna: Mais seis ônibus são sequestrados no Jardim Catarina


E após o Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ) proferir acordão, nesta quarta, dando dois dias para o governador Cláudio Castro informar, justificar e comprovar as medidas alternativas consideradas no plano de contingência do governo para o encerramento da concessão da CCR Barcas, no próximo dia 11, o Ministério Público do Rio (MPRJ) apresentou requerimento à Justiça nesta quinta.


Pede que o Judiciário determine que o estado comprove, em 48 horas, a adoção de medidas para assumir o serviço público de transporte aquaviário a partir do dia 12. Caso não indique que isso ocorrerá, a 6ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa da Cidadania da Capital requer que seja decretada a imediata intervenção judicial na administração das barcas. Tá no Extra: MP pede que Justiça determine intervenção nas barcas, se o estado não comprovar em 48 horas que vai assumir o serviço


Finalizamos o Rolé de hoje com a notícia de que o Procon-RJ descartou, nesta quinta, meia tonelada de alimentos impróprios para consumo nas cidades de Nova Iguaçu, São Gonçalo e Niterói, na Região Metropolitana.


O objetivo da ação era apurar denúncias recebidas e cumprir solicitações do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ). Foram fiscalizados 18 estabelecimentos entre supermercados, padarias, postos de combustíveis e hospitais. O Dia noticiou: Procon-RJ descarta meia tonelada de alimentos impróprios para consumo na Região Metropolitana

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.



POLÍTICA