top of page

São Gonçalo vacina contra covid-19 neste sábado

Dois pontos de vacinação estarão disponíveis até 12h. Atendimento retorna após feriado

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Neste sábado (13), dois pontos farão a vacinação contra o coronavírus em São Gonçalo. As Clínicas Gonçalenses do Mutondo e Dr. Zerbini, no Arsenal, atenderão das 8h às 12h. Devido ao feriado da Proclamação da República, na próxima segunda-feira (15), os locais de vacinação estarão fechados, só retornando na terça-feira (16).


A Secretaria de Saúde vacina todos os gonçalenses com mais de 12 anos com a primeira e segunda dose para quem tomou o primeiro imunizante até o dia 17 de setembro.



As doses de reforço estão disponíveis para os profissionais de saúde e idosos que tenham mais de seis meses de vacinados com a segunda dose. A dose adicional dos imunossuprimidos também está sendo aplicada naqueles que têm mais de 28 dias de intervalo da segunda dose.


São Gonçalo realiza o intercâmbio de vacinas na segunda dose, dependendo da necessidade e doses disponíveis em cada local de vacinação. As doses de reforço e adicional são feitas com a Pfizer. E há Astrazeneca disponível para a aplicação da segunda dose.


Para a aplicação da primeira dose, as pessoas com mais de 18 anos precisam levar carteira de vacinação e cartão do SUS ou CPF. Os menores de 18 anos devem apresentar caderneta de vacinação, cartão do SUS ou CPF, identidade e ir acompanhado de uma pessoa responsável com mais de 18 anos.



Para a segunda dose, é obrigatório apresentar documento de identidade e o comprovante de vacinação da primeira dose. Para a dose de reforço dos idosos é necessário levar identidade e comprovante de segunda dose. Para a dose adicional dos imunossuprimidos, o comprovante da segunda dose aplicada, identidade e o comprovante/laudo da doença imunossupressora. E os profissionais de saúde devem apresentar identidade, comprovante de segunda dose e documento do conselho ao qual pertence.

Os profissionais de saúde que estão aptos para a dose de reforço são: enfermeiro, técnico e auxiliar de enfermagem, médico, fisioterapeuta, nutricionista, odontólogo, fonoaudiólogo, psicólogo, biólogo, farmacêutico, assistente social, biomédico, auxiliar e técnico de saúde bucal, profissional de Educação Física, agente comunitário de saúde, agente de combate às endemias, profissional da vigilância em saúde, trabalhador de apoio: recepcionista, segurança, trabalhador da limpeza, cozinheiro e auxiliar, motorista de ambulância, gestor e outros. Inclui-se, ainda, aqueles trabalhadores que atuam em cuidados domiciliares que atuam em programas ou serviços de atendimento domiciliar como, por exemplo, cuidadores de idosos, doulas e parteiras.



Balanço

Desde o início da campanha, a cidade vacinou 733.518 pessoas com a primeira dose ou dose única. Destas, 22.255 receberam a vacina da Janssen. Ao todo, 32.624 trabalhadores da saúde, 137.834 idosos com mais de 60 anos, 1.765 funcionários e pessoas em Instituições de Longa Permanência (Ilpis), 105 pessoas de residências terapêuticas, dois indígenas, 84.995 pessoas com comorbidades, 1.357 pessoas com deficiência permanente, 8.282 trabalhadores da educação, 414 trabalhadores das forças de segurança e salvamento, 2.955 acamados, 386.198 pessoas da população em geral com mais de 18 anos, 3.907 pessoas privadas de liberdade, 270 pessoas em situação de rua, 311 portuários, 62.810 adolescentes entre 12 e 17 anos e 9.615 gestantes, puérperas e lactantes foram vacinados.



Ao todo, 558.727 pessoas foram imunizadas com a segunda dose, 42.875 idosos, 801 imunossuprimidos, 492 acamados e 6.928 profissionais de saúde tomaram a dose de reforço ou adicional.

Locais de vacinação, das 8h às 12h – Clínica Gonçalense do Mutondo – Clínica da Família Dr. Zerbini, Arsenal




POLÍTICA