top of page

Sidney Magal diz que se dá 'o direito de ser bissexual'

Declaração foi feita durante participação no Roda Viva na segunda (15)


Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram



Em entrevista ao programa Roda Viva na noite de segunda-feira (15), o cantor Sidney Magal disse que se dá “o direito de ser bissexual”, ou seja, sente atração por mulheres e homens. No programa, também refletiu sobre seus relacionamentos amorosos e o casamento com Magali West, que inspira a nova cinebiografia “Meu sangue ferve por você”.


“Me dou o direito de dizer que eu sou bissexual, apesar de nunca ter experimentado nenhuma experiência bissexual”, disse Sidney Magal. De acordo com ele, “todo ser humano é bissexual”.


“O fato de você entender que você é um ser humano, que tem desejos, que você tem o direito de se direcionar para esse prazer que você quer ter. Esse prazer pode ser com pessoas do mesmo sexo ou não”, esclareceu.



Sidney Magal chegou a revelar ainda que sentiu atração por um amigo, “antes mesmo de ser Sidney Magal”.


“Ele era tão cativante que eu comecei a duvidar da minha sexualidade. Conversamos muito sobre isso. Ele falou: ‘Se você estiver livre, à vontade, conte comigo’, porque ele permitia esse tipo de coisa. Mas isso aí passou e nunca mais”, revelou o cantor.


O casamento com Magali West


O artista é casado com Magali West há 40 anos e a relação dos dois será retratada na cinebiografia “Meu sangue ferve por você”. Ainda sem data de estreia, o longa, protagonizado por Filipe Bragança e Giovana Cordeiro, deve estrear em breve nos cinemas. Juntos, o casal tem três filho e uma neta.


No programa, o artista também refletiu sobre seu casamento. O artista diz que sabia que queria casar e  ter filhos com Magali no momento em que a viu.



“Até hoje eu não consegui encontrar uma explicação viável para o que eu senti. Eu disse isso tudo para ela no dia seguinte em que a vi. Não tinha conversado, não tinha beijado, não tinha feito absolutamente nada. Eu disse tudo isso em prantos. Não me deixa eu te perder, você vai ser minha mulher para todo o sempre. Nós vamos ser felizes para sempre. Isso comoveu a ponto de querem fazer um filme sobre isso”, disse o astro.


Sidney pediu Magali West em casamento no primeiro dia em que a viu. O amor e paixão instantâneos pela esposa e toda a sua trajetória de “assumir a monogamia”, como diz na entrevista, em meio ao auge de sua carreira estarão expostas no longa, afirma o cantor.


Antes do relacionamento com Magali, Sidney disse que sempre procurou relações amorosas de intimidade, apenas com pessoas com quem se sentia muito atraído. “Eu vivia nesse mundo de fantasia onde tudo tem que ter um sentido”, afirmou. “Eu queria sempre fazer um romance e nem todo mundo tem paciência”, complementou.



Não é a primeira vez que Sidney Magal fala sobre sua sexualidade


Vale ressaltar que a orientação sexual de Sidney Magal já havia sido pauta em 2015, durante uma entrevista com o apresentador Jô Soares. Na época, o cantor deu uma declaração parecida sobre ser uma pessoa bissexual.


“Artista não tem sexo. Somos bissexuais no palco e acredito que isso seja verdade”, disse ele. “Só no palco?”, questionou Jô. “Fora do palco também, todo ser humano é bissexual”, ressaltou Magal.


*Com informações CNN


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

POLÍTICA