top of page

Sistema de consultas do PAM Neves está fora do ar e gera transtornos a usuários

Prefeitura de São Gonçalo alega furto de cabos de internet; não há previsão de retorno do serviço

Unidade tem atendimento confuso/Foto: Reprodução
Unidade tem atendimento confuso/Foto: Reprodução

O sistema eletrônico de consultas e marcação do PAM Neves, subordinado à Secretária de Saúde da Prefeitura de São Gonçalo, está fora do ar há pelo menos 10 dias. A informação é de usuários do serviço que reclamam dos transtornos causados, como superlotação e desorganização no atendimento. O problema, segundo relatos, é recorrente na unidade.



"Já é a terceira vez que venho aqui esse ano e encontro a mesma coisa. Lotação, confusão e funcionários que ficam sem orientação de como organizar o atendimento que acaba se estendendo a manhã toda e atrapalhando meus compromissos", disse uma paciente de modo reservado.



A prefeitura, em nota da Secretaria, reconheceu o problema, revelando que se deve ao furto dos cabos do servidor de internet. A empresa, segundo afirma, já foi procurada para solucionar o caso, mas não há previsão de retorno do serviço:



"Vale lembrar que os atendimentos acontecem normalmente. Em relação a marcação de consultas, elas podem ser realizadas em qualquer outra unidade", finalizou a Secretaria.



São Gonçalo, assim como ocorre em outras cidades da região metropolitana do Rio, convive diariamente com casos de furtos de cabos energia, que se junta às ações criminosas de bandidos pelo controle da oferta dos serviços de internet na cidade.


Nos siga no BlueSky AQUI.

Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

POLÍTICA