top of page

Taxa de desemprego fica em 11,1% e informalidade atinge 40,1% da população, diz IBGE

Rio de Janeiro tem a terceira pior taxa


Por Cláudio Figueiras

Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

Segundo dados divulgados nesta sexta (13) pelo IBGE, a taxa de desemprego ficou estável em 11,1% no primeiro trimestre de 2022 atingindo 11,9 milhões de pessoas. Isso quer dizer que essa massa de trabalhadores está há pelo menos três meses procurando emprego e não acha colocação no mercado formal com carteira assinada.


Os desalentados, que são os que desistiram de procurar emprego, somam 4,6 milhões de pessoas.


Já a taxa de informalidade, ocupação sem nenhum tipo de direito trabalhista, atingiu a marca de 40,1% da população, ou quase 42 milhões de brasileiros que trabalham como uber ou entregadores de comida ou mercadorias e-commerce, por exemplo.



Na mesma pesquisa, o instituto revela que 26% da população economicamente ativa, que tem pouco mais de 100 milhões de pessoas, se arriscam no mercado de trabalho por contra própria com algum tipo de empreendimento, seja ele em serviços ou em alimentos, os mais comuns nessa área.


Entre os 27 estados, o Rio de Janeiro tem a terceira pior taxa de desemprego, com 14,9%, acima da média nacional. Santa Catarina, tem a menor, com apenas 4,5% da população ativa, o que é considerado pleno emprego.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.





POLÍTICA