top of page

Um pouquinho de bom senso ajudaria bastante né? - por Pastor Alair Lima


Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

O episódio do show que o correu no estádio do Engenhão na última sexta-feira (17),  que culminou com  a morte da jovem Ana Clara de 23 anos e chocou a todos nós e deixa-nos excelente oportunidade para muitas reflexões..


Ana Clara Benevides Machado de 23 anos, morava na cidade de Sonora, no interior do Mato Grosso do Sul, estudava Psicologia na Universidade Federal de Rondonópolis (UFR), que prejuízo pra nossa sociedade hein!


Mas eu quero aqui, tratar de alguns pontos que no meu entender, diante de toda esta tragédia que vivemos, do acontecido, podemos extrair algumas boas reflexões.

Nestes pontos de reflexão, quero tratar aqui de alguns equívocos, que se colocados em pratica, talvez poderia ter evitado aquela tragédia que culminou com a morte da jovem Ana Clara:


Primeira reflexão – as autoridades responsáveis pelo Show, diante de todo aquele calor, não observaram, que aquelas pessoas que aguardavam para o show não estavam em perigo diante da exposição do intenso calor e quantidade de horas naquela situação de espera?


Segunda reflexão – Antes de sair para o Show, o mais natural não era compreender que a ida ao show era algo inviável, aquela alta temperatura, inviabilizaria qualquer programa, naquelas condições.



Nos aprofundando um pouco mais, eu fico a imaginar se naquele dia estivesse marcado um clássico entre dois clubes do Rio pela tabela do Campeonato Brasileiro, como seria? Será que os frequentadores do Maracanã estão mais preparados, calejados a frequentarem este tipo de ambiente? Será que eles já conhecendo os protocolos de frequentar estes ambientes, como experientes  bons frequentadores do maraca,  sabem que o pré-jogo nos bares, com a cervejinha gelada, alivia os reflexos do calor no organismo e a cervejinha gelada ajuda na hidratação do corpo, e “que tenham bastante quantidade de banheiros né”?


Terceira reflexão -  A própria Ana, estudante do ensino Superior, não tinha como avaliar que naquelas circunstancias, (intenso calor) ela mesma estava  expondo a sua própria saúde e colocando em risco sua própria vida?


Quarta reflexão – Eu fico aqui imaginando, diante deste acontecimento tão triste, como não deve estar os pais, avós, tios e amigos mais chegados da Ana Clara, como não deve estar sendo este momento tão triste, que dor tremenda!.


Ah, se pudéssemos voltar o tempo e colocarmos em prática estas reflexões, mas isto não é possível, então só nos resta, chorar e viver este momento de tamanha dor e tristeza.


Ah, podemos sim, rogar aos céus (eu tenho feito isto  nestes últimos dias) e pedir a Deus que dê forças, conforte os corações de todos aquele que de uma certa maneira, sentem a dor mais de perto.


Ah, podemos também além de refletirmos guardarmos em nosso Coração estas reflexões para que quando vivermos uma situação parecida, consigamos colocar em prática.


Nestes momentos um pouquinho de bom senso vai ajudar bastante, né?


Este artigo não representa a opinião do Jornal Daki e é de responsabilidade do colunista.


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

Alair Lima é Pastor Presidente da Primeira Igreja Batista de Jardim Alcântara desde janeiro de 2011.


POLÍTICA

KOTIDIANO