top of page

Vacina acaba nesta sexta (5) em São Gonçalo, segundo Secretaria de Saúde

Agora resta ao município aguardar novas remessas de doses de vacinas nas próximas semanas

Mais de 21 mil pessoas já foram vacinadas/Foto: Divulgação
Mais de 21 mil pessoas já foram vacinadas/Foto: Divulgação

A Prefeitura de São Gonçalo informou nesta quinta (4) que apenas os polos sanitários Washington Luiz, no Zé Garoto, e Hélio Cruz, em Alcântara, têm vacinas contra a Covid-19 disponíveis. E os estoques devem acabar já nesta sexta (5), restando ao município aguardar novas remessas de doses de vacinas nas próximas semanas para continuar a imunização.


Os imunizantes esgotaram nas clínicas Dr. Zerbini, no Arsenal e Mutondo e no Polo Sanitário Dr. Augusto Sena, em Rio do Ouro. Ao todo, São Gonçalo já vacinou 19.641 trabalhadores da saúde, 233 idosos com mais de 90 anos, 1.370 funcionários e pessoas em Instituições de Longa Permanência (Ilpis) e 67 pessoas de residências terapêuticas.

Segundo a Secretaria de Saúde, todos os profissionais da linha de frente de hospitais – tanto públicos, quanto particulares – PAMs, polos e postos de saúde, funcionários e idosos de Instituições de Longa Permanência (Ilpis) e funcionários e moradores de residências terapêuticas já foram vacinados.


Para esse público, foram aplicadas um total de 13.795 doses de CoronaVac. As outras 13.795 doses de CoronaVac, que chegaram para este grupo destinadas à segunda dose, serão entregues nos mesmos locais onde foram vacinados com a primeira dose na próxima semana.

CoronaVac e Astrazeneca

No dia 25 de janeiro, o município recebeu 10.210 doses da vacina Oxford-Astrazeneca, que começaram a ser aplicadas esta semana nos trabalhadores da saúde que não atuam na linha de frente e em idosos com mais de 90 anos.


O mesmo público também foi alvo de outra remessa de CoronaVac – 3 mil doses e outras 70 de Astrazeneca – que chegaram ao município nesta terça-feira (02). Essas doses também foram utilizadas na ampliação da cobertura do público prioritário, conforme preconizado pelo Plano Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde.


O quantitativo referente à segunda dose da CoronaVac para essas pessoas está reservado e será enviado dentro do prazo para aplicação, de até 20 dias depois de tomada a primeira dose.


POLÍTICA