top of page

A união pelo povo gaúcho e contra a falta de empatia

Por Rofa Araújo

Foto: Pref. de Canoas/Divulgação
Foto: Pref. de Canoas/Divulgação

Em meio à tragédia ocorrida com as enchentes no Rio Grande do Sul, que a cada dia surpreende de tão grande a catástrofe sem precedentes, observamos quantos voluntários estão ali ajudando e fazendo toda a diferença no resgate de pessoas e até animais que ficaram para trás e que também merecem ser resgatados.

        

É emocionante quando nos deparados com a ajuda de todo o Brasil seja com recursos financeiros ou com auxílio humano até mesmo de pessoas famosas que nem precisariam estar ali, pessoalmente, mas estão. Até esportistas são voluntários. Isso é o Brasil de verdade que faz tudo pelo seu próprio povo, independentemente de qualquer situação, ainda mais em tragédias como essas!

        

Mas, em meio a tanta mobilização, encontramos àqueles indivíduos que querem inventar fake News e inventar coisas que só prejudicam nessa momento tão delicado. O que deve passar na cabeça desses que agem dessa forma? Falta amor ao próximo, embatia e até mesmo coração dentro do peito. Já se ouviu as maiores barbaridades num instante fora de questão para isso e que só atrapalha tudo ao invés de ajudar.

        



A “turma do contra” parece que procura uma brecha para atacar tudo que faz pelos governantes atuais como se os do passado tivessem agido totalmente corretos em outros momentos de tragédia como esses e não ignoraram quando não era em estados governados pelos seu amigo e que preferiu agradas aliados e andar de jet-ski ou fazer motociatas. É o cúmulo da mau-caretice de quem não vive num mundo real, mas vegeta e faz tudo para agradar apenas no lado que defende e acredita, mesmo indo contra os necessitados de um estado passando por tantos perrengues.

        

Devemos ter mais empatia por quem precisa de todos de alguma forma: com ajuda financeiras, preces e orações, ajuda voluntária in loco e todo que estiver ao nosso alcance. Afinal de contas, se trata de nossos irmãos compatriotas de outros estados que sempre estão dispostos a ajudar quando ocorre tragédia como essas em nosso estado. Vimos, por exemplo, a ajuda vinda de Brumadinho (MG) que passou pela situação de rompimento de barragens controladas pela Vale S.A. Uma oca de ajudas fundamental para ao país evoluir!

        

Quem em meio a uma tragédia dessas prefere fazer fake News e pichar governos e enfatizar brigas políticas, não tem coração. Tem uma iceberg no peito. E dessas pessoas queremos distância, pois não servem como seres humanos para a sociedade porque, na verdade, não são.


Vamos nos unir em prol dos gaúchos e deixar de lado tudo aquilo que pode nos afastar porque, afinal de contas, nesse momento as vidas que estão em jogo é que importam. Todo o resto é bem resto mesmo. Ou será que alguém concorda com o desvio de foco nesse momento tão sensível para os brasileiros?


**Este texto não reflete, necessariamente, a opinião da Editora JORNAL DAKI


 Nos siga no BlueSky AQUI.

Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.


Rofa Araujo é jornalista, escritor (cronista, contista e poeta), mestre em Estudos Literários (UERJ), professor, palestrante, filósofo e teólogo.

POLÍTICA

KOTIDIANO