top of page

A Viradouro pode perder o título por suposto descumprimento de regra?

Quatro escolas de samba entraram com pedido de punição contra a Viradouro por supostamente usar mais de 15 pessoas em sua comissão de frente


Foto: Marco Terranova/RioTur
Foto: Marco Terranova/RioTur

Quatro escolas de samba do Grupo Especial do Carnaval do Rio de Janeiro entraram com pedido de punição contra a escola Viradouro por, supostamente, usar mais de 15 pessoas em sua comissão de frente.


A escola pode perder o título?


As escolas Grande Rio, Mocidade Independente, Beija-Flor e Imperatriz pediram a punição da Viradouro. As agremiações alegam que ela levou para a Sapucaí mais de 15 componentes, o que violaria a regra dos desfiles.



A polêmica gira em torno de participantes que aparecem imóveis, escondidos sob palhas, em cima do elemento alegórico. Se contabilizados como integrantes mesmo quando imóveis, o número total de participantes seria muito superior a 15.


A prática de usar mais componentes não é nova, mas geralmente eles ficam fora de cena, se alternando, o que está sendo contestado agora. O recurso foi levado à Liesa (Liga das Escolas de Samba do Rio) às 12h de ontem (14) e será analisada até hoje (15), segundo a Liesa.



A torcida da Viradouro chegou a comemorar ao ser anunciado que não haveria punições antes do início da apuração. "Chora", gritaram na torcida.


Apesar da possibilidade de haver punição, é muito difícil que isso tire o título da Viradouro. De acordo com o regulamento, infrações relacionadas ao número de componentes na comissão de frente podem ser punidas com 0,5 ponto. Mas a Viradouro conquistou o título com uma de 0,7 ponto.


*Com informações UOL


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua. 


POLÍTICA

KOTIDIANO