top of page

BBB 24: Após expressão homofóbica, Davi reconhece erro e pede desculpas

Participante foi alertado por colegas sobre a fala considerada homofóbica


Foto: Reprodução/Globoplay
Foto: Reprodução/Globoplay



Durante discussão com Nizam, no BBB 24, na noite da último domingo (14), o participante Davi usou uma expressão homofóbica que não foi bem vista por grande parte do público nas redes sociais. Até mesmo o ex-BBB Gil do Vigor se pronunciou sobre o assunto em seu perfil.


Na ocasião, Davi se exaltou com o fato de ter sido indicado novamente ao paredão e acusou Nizam de falsidade. Em determinado momento, o rapaz se exaltou e disparou: “Eu sou homem, seu p*ta! Sou viado, é? Tenho 21 anos, meu pai me fez foi homem. Odeio gente falsa”, declarou.


Davi reconhece erro e pede desculpas


Mais tarde, Michel, que é homossexual, teve uma conversa com Davi, a respeito da expressão homofóbica: “Deixa eu te falar, te dar um toque agora, de coração. Cuidado com o que você fala. Os meninos falaram que você falou alguma coisa, eu não escutei. E aí, no quarto, você repetiu. Então isso é muito delicado. Pega muito mal, porque você pega uma minoria que a gente luta para c*ralho pra não ter isso”, disse o professor de geografia.



Davi, por sua vez, reconheceu o erro e se desculpou: “Eu entendo, eu entendo. E peço desculpas a você”, disse o motorista de aplicativo. “E os meninos falaram que o que você falou ali fora pegou mais do que eu tinha escutado ali no quarto. Ali no quarto eu achei que poderia ter”, acrescentou o mineiro. “É porque eu estava estressado, mas não foi nenhum modo de querer te machucar”, justificou Davi. “Eu falo por mim e por todos iguais a mim”, ressaltou Michel.


O baiano novamente pediu desculpas: “Eu te respeito muito. Acho você um cara gente boa, bacana. Eu não tenha nada contra você, nem sua personalidade e nem quem você é ou deixa de ser. Eu acho que o que vale é a amizade, tá ligado? É a confiança. A gente tá aqui junto e é o que importa, independente de seu gênero, do seu sexo, do que você for, acho que tem que manter o respeito. Mas tava de cabeça quente, foi um momento ali que eu expressei o que tava sentindo pra fora, sabe? Mas nada pra machucar nem você nem ninguém. Mas desculpa aí”, continuou.



“É que muitas pessoas usam [a frase] e às vezes sem pensar”, acrescentou Michel. “É verdade”, disse Isabelle Nogueira, que estava presente no quarto no momento da conversa. “Eu ia falar com você sobre isso, mas que bom que ele falou”, disse a amazonense.


*Com informações UOL


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI.  

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

POLÍTICA