top of page

Carta aos pais e responsáveis de alunos de São Gonçalo


Nós que fazemos parte do Coletivo ELA - Educação e Liberdade para Aprender, escritoras e escritor da Coluna Daki da Educação, do Jornal Daki, subscrevemos e tornamos público nosso apoio à essa carta, a qual representa muito bem educadores e educadoras gonçalenses, através do SEPE sindicato estadual dos profissionais da educação, núcleo São Gonçalo.


***


Carta aos pais/responsáveis de alunos da rede municipal de São Gonçalo


Começamos o ano de 2022 em péssimas condições nas escolas municipais. Sofremos um duro ataque ao final do ano de 2021, quando a Prefeitura de São Gonçalo retirou nosso plano de carreira e resolveu não cumprir leis referentes aos nossos salários (Lei do piso salarial e TAC, que é um acordo assinado desde 2018);


as escolas estão sem ar condicionado (climatização) e sem obras de manutenção;


as instalações precárias prejudicam a segurança, o conforto e a aprendizagem dos alunos;


a falta de mais de 700 professores, de inspetores de alunos e de merendeiras, prejudica o funcionamento das escolas. Até setembro, mais de 2 mil crianças ficaram sem aulas por falta de professores. A merenda escolar está diminuindo a qualidade a cada dia;


estamos com falta de material didático.



Mas mesmo com tudo isso, em respeito aos alunos que ficaram em 2020 e 2021 com aulas remotas, tentamos negociar com a Prefeitura. Mas as negociações não avançaram e, por isso, como último recurso, decidimos pela greve. Com isso, conquistamos um reajuste para todos os funcionários públicos da cidade.


Ainda temos muitas coisas para conquistar, mas a Prefeitura não quer negociar, prefere deixar nossos alunos sem aulas. Diferente da Prefeitura, nós temos respeito e responsabilidade com a educação pública em nosso município e, por isso, suspendemos a greve e retornamos com as aulas.


Estamos retornando para que o prejuízo causado aos alunos, pela intransigência e ilegalidade da Prefeitura, não seja ainda maior. Ainda estamos em luta e agradecemos o apoio que recebemos e aproveitamos para chama-los para se juntarem à nós e aumentarem as fileiras dos que querem uma educação pública de qualidade para nossas crianças, jovens e adultos da cidade.


Dia 19 outubro teremos uma paralisação de 24 horas, para mais uma tentativa de negociação com a Prefeitura. Essa tentativa vai acontecer em uma audiência no Ministério Público de São Gonçalo.


Vamos lutar juntos pela educação pública de qualidade em São Gonçalo.


São Gonçalo, 12 de outubro de 2022


***


Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação- SEPE-SG


Cobre do Governo Municipal, do Estado e da Secretaria de Educação: Telefone da Ouvidoria Geral do Estado: 21-2554-2000

Telefone da Alerj: 0800-0220008

Telefone do MP/Educação de São Gonçalo: 3707 8243

Tel. Ouvidoria PMSG: 21-2199-6330/21-2199-6374 SEMED-SG: 21-2199 6543

Cobre do seu vereador: expediente@cmsg.rj.gov.br e-mail Câmara municipal SG

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.






POLÍTICA

KOTIDIANO