top of page

Escritora lança coletânea com poemas marcantes de sua trajetória literária

Poeta, ficcionista e ativista literária, Maria de Lourdes Hortas abre pré-venda de seu novo livro Romaria pela Macabéa Edições


Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Reunindo poemas de dez obras, Maria Lourdes Hortas lança Romaria, o seu mais recente livro, que conta com textos marcantes de sua obra poética e, também, poemas inéditos. Dona de uma extensa carreira literária, é autora dos premiados: Aromas da infância (1963); Fio de lã (1979); Fonte de pássaros (2001) e Caixa de retratos (2004).

A escritora, que hoje está com 81 anos, assina essa coletânea poética pela Macabéa Edições, abarcando mais de cinquenta anos de sua trajetória como poeta, ficcionista e artivista cultural.

Lourdinha, como carinhosamente é chamada pelas editoras de seu livro, nasceu em Portugal e, aos dez anos de idade, veio para o Recife (PE), Brasil. Poeta e ficcionista engajada, participou de várias coletâneas icônicas, como a 1ª antologia brasileira de poemas eróticos, de 1984, organizada pela também poeta Olga Savary. Ganhou diversos prêmios, dentre eles, o do Secretariado Nacional de Informação, em Lisboa, com Aromas da Infância, em 1963, seu livro de estreia; e o Prêmio Jorge de Lima, da Academia Mineira de Letras, com Fonte de pássaros, em 2001. Seu livro Relógio d’água recebeu uma cuidadosa resenha do poeta e crítico César Leal, no caderno “Panorama literário” do Diário de Pernambuco, em 1985, ano de lançamento da obra.



Maria de Lourdes Hortas é uma ativista literária de longa trajetória com grande divulgação na imprensa periódica dos anos 80: participou do IV Congresso Interamericano de Escritoras no México, em 1981, representando o Brasil ao lado de Lygia Fagundes Telles e Nélida Piñon; e sendo a única representante de Pernambuco no evento.


Em 1982, foi convidada para o Festival das Mulheres nas Artes, em São Paulo. Fez parte da coordenação das Edições Pirata; organizou a antologia Palavra de mulher (1979); e, durante vinte anos, foi Diretora Cultural do Gabinete Português de Leitura de Pernambuco, onde editou a revista “Encontro”. É, também, ensaísta, artista plástica e colaboradora do site literário pernambucano “Domingo com poesia – a literatura na sua rede”, espaço em que já entrevistou diversas escritoras, como a poeta recifense Lourdes Nicácio.


Nas palavras de Zuleide Duarte, professora de Língua Portuguesa da Universidade Estadual da Bahia, quem escreve o prefácio de Romaria, ler Maria Lourdes Hortas é “um convite para descobrir o imarcescível, o aliciante canto de sirena que os poemas trazem. Evocação da luz, do mar infinito, da pátria próxima e distante, do cais abrigo de todavia”. Por isso, Romaria é, sobretudo, “um chamado para dar mão à poesia, à eterna ‘asa ritmada’, como disse a também grande poetisa Cecília Meireles”.


Comprando Romaria na pré-venda, você ajuda a Macabéa a pagar os custos editoriais e de impressão e ainda garante 15% de desconto! O livro pode ser adquirido pelo site da editora em: https://www.macabeaedicoes.com/loja

Siga também o Instagram da Macabéa Edições para mais informações sobre lançamentos e eventos: instagram.com/macabeaedicoes

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.



POLÍTICA