top of page

Rolé: A "casa caiu" pro chefe do tráfico do Castelar

E mais: Bandidos explodem agência bancária em São João de Meriti, Recenseadores desistem do trabalho por sofrerem ofensas e ameaças, Serviços no Rio ainda não foram normalizados após ataque de hacker, Casarão abandonado em Niterói será Centro Cultural


Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Começamos o Rolé desta quinta (18) com a notícia de que o homem apontado como chefe do tráfico de drogas do Complexo do Castelar, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, foi preso nesta quarta pela PM enquanto assistia ao jogo do Fluminense contra o Fortaleza, no Maracanã, pelas quartas de final da Copa do Brasil.


Marco Aurelio dos Santos Rocha, o Foka, estava com um uniforme com o próprio apelido estampado quando foi preso. A ação envolveu policiais do 39º BPM (Belford Roxo) e do Batalhão Especializado em Policiamento em Estádios (Bepe). Em G1: Foragido, chefe do tráfico do Castelar é preso no Maracanã enquanto via jogo do Fluminense


E bandidos explodiram uma agência do banco Santander na manhã desta quinta, na Avenida Doutor Arruda Negreiros, no Centro de São João de Meriti. Segundo a PM, equipes do 21ºBPM (São João de Meriti) foram acionadas após receberem informações sobre a invasão ao banco. No entanto, os bandidos fugiram antes da chegada dos policiais. O Dia noticiou: Bandidos explodem agência bancária em São João de Meriti




Relatos de xingamentos, assédios, roubos e até ameaças armadas têm feito alguns dos 180 mil agentes do Censo abandonarem o trabalho, pouco mais de duas semanas depois de terem começado as entrevistas de campo, que vão até 31 de outubro. Os desistentes dizem que houve falha na divulgação da pesquisa pelo governo federal.


O instituto admite que há pedidos de desligamento, mas desistências são comuns e substitutos são escolhidos em um cadastro extra, feito para essa eventualidade. Os que jogaram a toalha dizem que notícias falsas, como a de que assaltantes têm usado coletes de recenseadores, contribuem para aumentar o receio das pessoas em abrir a porta de suas casas. Vimos no Extra: Recenseadores do Censo desistem do trabalho por sofrerem ofensas e ameaças


Em comunicado divulgado nas redes sociais, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, informou que equipes trabalham 24 horas para normalizar os serviços prestados pelo município, vítima de ataque de hacker na madrugada de segunda (15).


O ataque criminoso tentou furtar dados sigilosos do governo municipal. "Logo que a gente percebeu a ameaça, as equipes técnicas tiveram que retirar do ar, preventivamente, todo o sistema, para proteger a população, de 6,8 milhões de pessoas, afirmou. Em Agência Brasil: Serviços no Rio ainda não foram normalizados após ataque de hacker


Finalizamos o Rolé de hoje com a notícia de que a zona norte de Niterói terá seu primeiro Centro Cultural. A Prefeitura de Niterói conseguiu o direito de uso do espaço para a desapropriação do imóvel localizado na Alameda São Boaventura, no Fonseca, após decisão judicial.


A Secretaria Municipal das Culturas está organizando uma consulta pública para definir as atividades que serão desenvolvidas no local. Tá no Enfoco: Casarão abandonado em Niterói dá vez a Centro Cultural

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.



POLÍTICA