top of page

Brasil poupa titulares e perde para Camarões

Mesmo com a derrota a seleção avançou na liderança do Grupo G


Foto: Ian MacNicol/Getty Images
Foto: Ian MacNicol/Getty Images

Uol - O Brasil poupou seus titulares e perdeu por 1 a 0 para Camarões na tarde de hoje (2), no estádio Lusail, pela última rodada da fase de grupos da Copa do Mundo do Qatar 2022.


Mesmo com a derrota, a seleção avançou na liderança do Grupo G com os mesmos seis pontos da Suíça, mas com um gol a mais de saldo (2 contra 1). Os africanos chegaram a quatro pontos, mas foram eliminados.


O time de Tite volta a campo na segunda (5), às 16h (de Brasília), para enfrentar a Coreia do Sul, no estádio 974, pelas oitavas de final. Se avançar, o Brasil terá pela frente o vencedor entre Croácia e Japão. A Suíça medirá forças com Portugal na abertura do mata-mata.


Mesmo com time reserva, o Brasil ditou o ritmo do jogo contra Camarões, mas foi outra vez para o intervalo no zero. O destaque foi Martinelli, que obrigou o goleiro Epassy a fazer duas boas defesas. Daniel Alves cedeu espaços pelo lado direito da defesa.


Depois de passar todo o tempo na defesa, Camarões quase abriu o placar aos 47 minutos, em cabeceio forte de Mbeumo para defesa ainda melhor de Ederson. Foi o primeiro chute no alvo sofrido pelo Brasil em toda a Copa, após 242 minutos.




A comissão técnica reclamou muito das entradas pesadas de Camarões, que recebeu cinco cartões amarelos — Vicent Aboubakar recebeu dois e foi expulso. As advertências brasileiras foram para Éder Militão e Bruno Guimarães.


Na etapa final, o Brasil aumentou o ritmo e criou chances com Martinelli, Militão, Jesus e Antony, mas não balançou as redes de Camarões. Com alguma chance de classificação antes do início da rodada, os africanos saíram mais da defesa, só que sem oferecer muito perigo a Ederson. Martinelli seguiu bem, enquanto Daniel Alves continuou mal. E Camarões tirou o pé do acelerador e só levou mais um amarelo, totalizando quatro. O Brasil levou mais um com Bruno Guimarães.


Tite apostou no entrosamento de Everton Ribeiro e Pedro, ambos do Flamengo, mas o Brasil não conseguiu vencer para terminar a fase de grupos como o único 100% de aproveitamento na Copa. No fim, veio o castigo. Mbekeli recebeu pela direita e cruzou na medida para Aboubakar fazer de cabeça. Ele tirou a camisa, levou o segundo cartão amarelo e foi expulso na comemoração.


O Brasil foi para cima nos minutos finais para manter a invencibilidade de 17 partidas em fases de grupos da Copa, mas não conseguiu. No fim, uma improvável vitória do eliminado time de Camarões. Desta forma, a seleção brasileira ainda perdeu a série invicta de sete partidas contra africanos em Mundiais.



Após as lesões musculares de Danilo e Alex Sandro, é a vez de Alex Telles preocupar o departamento médico da seleção brasileira. O lateral-esquerdo sentiu o joelho no segundo tempo e deixou o campo chorando para a entrada do zagueiro improvisado Marquinhos. O camisa 16 ficou aos prantos por vários minutos no banco de reservas.


Dentre os laterais, apenas Daniel Alves, o mais velho (39 anos), não teve problemas físicos até agora. Outro lesionado é Neymar, com um problema no tornozelo.


Tite rodou todo o elenco para essa partida contra Camarões. Além de poupar 11 titulares, o técnico colocou Everton Ribeiro e Pedro no segundo tempo. Dos 26 convocados, só o terceiro goleiro Weverton ainda não atuou.


Alisson, Ederson, Danilo, Daniel Alves, Thiago Silva, Marquinhos, Éder Militão, Bremer, Alex Sandro, Alex Telles, Casemiro, Lucas Paquetá, Fabinho, Bruno Guimarães, Neymar, Rodrygo, Everton Ribeiro, Fred, Raphinha, Antony, Vini Jr, Martinelli, Richarlison, Gabriel Jesus e Pedro já foram a campo no Qatar.


O estádio esteve bem mais silencioso do que nas duas últimas partidas, mas com um clima bem mais leve. Aos 12 minutos, já tinha uma ola sendo puxada, com o Lusail inteiro participando. Se não fosse a bateria do Movimento Verde e Amarelo, seria possível ouvir os berros dos jogadores, coisa que já aconteceu em outros jogos dessa Copa. O estádio basicamente inteiro está de amarelo, mas muitos estrangeiros reforçam a torcida pelo Brasil.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.




POLÍTICA