top of page

Canecão será reaberto como centro cultural público da UFRJ

Universidade retomou tradicional casa de shows do RJ em 2010


Foto:  Divulgação UFRJ
Foto: Divulgação UFRJ

Brasil de Fato - Foi publicada no Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro na última sexta-feira, (14), a Lei Complementar nº 239, que estabelece condições para implantação do novo espaço cultural multiuso com casa de espetáculos no campus Praia Vermelha, na área ocupada pelo antigo Canecão, retomado pela UFRJ em 2010.


O espaço cultural multiuso terá altura máxima de 20 metros. O projeto deverá contemplar embarque e desembarque de passageiros, áreas de carga e descarga e disponibilizar vagas de estacionamento.


A aprovação do projeto está condicionada à apresentação de estudo de impacto sobre os efeitos do empreendimento quanto à qualidade de vida da população residente, incluindo análise de uso e ocupação do solo, geração de tráfego e demanda por transporte público, ventilação e iluminação, estabelecendo ações mitigadoras ou compensatórias necessárias.




“Quando assumimos a reitoria, descobrimos que aquele terreno nunca poderia ter sido uma casa de espetáculos, porque havia proibição pela legislação municipal. Tratava-se de uma questão que não havia sido resolvida pelas gestões anteriores”, afirma a reitora, Denise Pires de Carvalho.


A professora comemora a criação da lei que permite a reabertura do Canecão: "isso devolverá à sociedade brasileira esse equipamento icônico da cena cultural carioca, que reflete a potência da produção artística e cultural da sociedade brasileira – intensa, diversa e multifacetada”.




A próxima etapa é realizar, no segundo semestre de 2022, um chamamento público ou uma licitação que viabilize a construção de um centro cultural "de qualidade e tenha uma governança que dê sustentabilidade de longo prazo para o seu funcionamento", conforme informa a universidade, em nota, que conclui: "Esse centro deverá garantir à cidade o retorno da casa de espetáculos; e à UFRJ, a possibilidade de expansão e exposição de suas atividades culturais."

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.



POLÍTICA