top of page

Efeito Pazuello: Quaquá e Rodrigo Neves batem boca no Instagram

Ex-prefeito de Maricá respondeu ex-prefeito de Niterói em clima quente nas redes sociais por causa de foto polêmica


Por Rodrigo Melo

Reprodução
Reprodução

Quaquá (PT) e Rodrigo Neves (PDT) se estranharam feio nas redes sociais nesta quinta (16). Tudo por causa da foto que o ex-prefeito de Maricá e atual deputado federal postou sorridente ao lado do ex-ministro da Saúde de Bolsonaro e também deputado federal Eduardo Pazuello (PL).


Gente próxima a Quaquá, correligionários e até a presidenta do PT, Gleise Hoffmann, caíram de pau em Quaquá. E, pelo Twitter, quem engrossou o coro das críticas foi o aliado de várias campanhas eleitorais, Rodrigo Neves, ex-prefeito de Niterói e agora secretário Executivo da cidade na gestão de Axel Grael.



"Conheço o deputado Quaqua há muitos anos: ele é esperto mas há o ditado de que o esperto demais se atrapalha. Depois de se frustrar ao não conseguir fazer o Lula vencer em Maricá, agora - pensando em sua candidatura a Prefeito em 2024 - tenta enganar a extrema direita afagando o General Pazuello e provoca mais uma vez confusão e indignação na militância progressista. Isso tem limites. Daqui a pouco ninguém leva ele mais a sério e nem acredita no que diz", disse Neves.


Quaquá não deixou barato e foi pra cima num vídeo postado no Instagram:


"(...) Coitado! Você não fez porra nenhuma em Niterói. Você foi um cara que fez um governo completamente sem sal. Com dinheiro pra cacete e não fez nada do que fizemos em maricá", disse Quaquá.



Teve tréplica do Rodrigo Neves? Teve sim, senhor!:


"Quaquazinho, você sabe quem te apoiou na sua primeira eleição, é melhor baixar a bola, parar com a megalomania e parar de mentir para agredir as pessoas", rebateu nos comentários do vídeo postado por Quaquá.


Hoje a jornalista Berenice Seara, em sua coluna Extra! Extra! apurou que o camarote "Favela", de propriedade de Quaquá, deve flopar na Sapucaí por causa da - agora mais do que nunca - maldita foto.


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.


POLÍTICA