top of page

Fator Talíria faz Axel abrir mão da reeleição em favor de Rodrigo Neves

Decisão incluiu uma vasta negociação com partidos da base aliada

Rodrigo, Axel e Talíria/Foto: Reprodução
Rodrigo, Axel e Talíria/Foto: Reprodução


Axel não quer a reeleição. O prefeito de Niterói abriu mão de concorrer em favor do secretário executivo da prefeitura Rodrigo Neves, que já ocupou o cargo de 2013 a 2020. Um dos motivos da desistência é o fator Talíria Petrone (Psol), que aparece quase empatada com Axel em pesquisa encomendada pelo próprio Rodrigo.


As informações são de O Globo.


O anúncio foi realizado durante uma reunião no diretório do PDT, na noite da última quinta-feira (18). Em vídeo gravado na ocasião, Axel está de pé, enquanto diversas figuras do alto escalão da política da cidade acompanham o discurso.



Entre os presentes estavam o presidente da Câmara de Vereadores, Milton Lopes (União Brasil), a deputada estadual Veronica Lima (PT) e o vice-prefeito Paulo Bagueira. Ninguém mostrou surpresa com a decisão, que nos bastidores já era tida como certa desde o ano passado.


Pessoas ligadas ao PDT afirmaram que a decisão foi uma grande negociação, que incluiu até pesquisas de intenção de votos contratada por Rodrigo Neves.


Na lista encomendada, o pedetista e ex-prefeito mostrou dois cenários. O primeiro com Axel e os deputados federais Talíria Petrone (PSOL) e Carlos Jordy (PL). Na suposta condição, o atual prefeito aparecia na frente com uma pequena margem à frente de Talíria, segunda colocada.



Na outra, Rodrigo venceria ainda no primeiro turno. Pesou também o fato de o secretariado de Axel ser uma herança direta de Rodrigo, tido como político de perfil mais hábil em negociações. Axel descartou concorrer às eleições em 2024 como vice de Rodrigo.


O evento para anúncio da desistência de Grael em favor de Rodrigo contou com a presença dos 16 vereadores que compõem a base do governo, além de representantes de partidos aliados, como PT, União, PV, PCdoB, PSB, Cidadania, PSDB, PP e MDB.


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.




POLÍTICA