top of page

Meio Ambiente faz ação de conscientização contra soltura de balões

Placas estão sendo instaladas pela cidade


Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Secretaria de Meio Ambiente em São Gonçalo iniciou uma campanha de conscientização contra a soltura de balões instalando placas pela cidade, em especial nas regiões que possuem áreas de conservação da natureza onde o Programa Florestas do Amanhã vem sendo implantado, como nas regiões da Apas de Maria Paula e do Engenho Pequeno.


Tradicionalmente esse é um período onde há aumento considerável na soltura de balões, em especial nos dias de festa junina. No entanto, esse aumento, associado a períodos caracterizados por estiagem e baixa umidade, são a receita ideal para incêndios provocados pela queda de balões.


A Secretaria Municipal de Meio Ambiente alerta a população de São Gonçalo sobre a soltura criminosa de balões. Segundo a Lei Nº 9.605, de 12 de fevereiro a soltura de balões é crime ambiental, passível de detenção, de um a três anos, multa, ou ambas as penas cumulativamente. A mesma pena pode ser aplicada para quem destruir ou danificar vegetação em estágio avançado ou médio de regeneração, da Mata Atlântica, ou utilizá-la com infringência das normas de proteção.



Florestas do Amanhã - O Programa Florestas do Amanhã nasceu de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC), homologado pelo Ministério Público, que garantiu o repasse de recursos de compensação ambiental relativos aos impactos provocados pelo Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) ao Fundo da Mata Atlântica (FMA).


O programa é uma iniciativa da Secretaria de Estado de Ambiente e Sustentabilidade (Seas), que tem como objetivo reflorestar 1,1 mil hectares de Mata Atlântica, com o plantio de 2,5 milhões de mudas de espécies endêmicas do bioma em diversas unidades de conservação do território fluminense.


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso canal do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.



POLÍTICA

KOTIDIANO