top of page

MPE reforça pedido de cassação da chapa Castro/Pampolha

As partes devem se manifestar nos autos até o dia 10 próximo, após o que a ação deverá ser julgada pelo TRE

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução


O Ministério Público Eleitoral se manifestou, nesta segunda-feira, nas alegações finais da ação que pode levar à cassação da chapa de Cláudio Castro e Thiago Pampolha por abuso do econômico nas eleições de 2022, em decorrência de contratações supostamente irregulares na Uerj e no Cederj.


Em síntese, reitera o pedido de cassação da chapa, reafirmando seu caráter indivisível, mas exclui Thiago Pampolha da pena de inelegibilidade por 8 anos e da multa aplicada aos demais réus por entender que o candidato a vice não teve participação direta nos atos considerados irregulares.


As partes devem se manifestar nos autos até o dia 10 próximo, após o que a ação deverá ser julgada pelo TRE.

Nos siga no BlueSky AQUI.

Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

POLÍTICA

KOTIDIANO