top of page

Niterói celebra mês de março com o Festival Mulher

Evento reúne artistas como Preta Gil, Sandra de Sá, Mônica Martelli e Elisa Lucinda em apresentações gratuitas


Divulgação
Divulgação

A Prefeitura de Niterói vai celebrar o mês das mulheres, em março, com diversas atividades. A começar com o ‘Festival Mulher’, que vai unir música e debate com artistas que se destacam na luta pelos direitos femininos. Preta Gil, Mônica Martelli, Luana Génot, Ana Cañas, Mona Vilardo, Sandra Sá e Elisa Lucinda são as convidadas. A Coordenadoria de Políticas e Direitos das Mulheres (Codim) está à frente da campanha que, em 2022, leva o nome de “Nossas conquistas são históricas e diárias”.

Todas as atividades são gratuitas, sujeitas a lotação, e com uso obrigatório de máscaras. Também será exigida a apresentação do comprovante de vacina, sendo necessário reservar os ingressos pela plataforma Sympla e cada CPF poderá retirar dois ingressos.


Debates e shows ocorrerão no mesmo local, a Sala Nelson Pereira dos Santos (Reserva Cultural). A programação completa do mês da mulher estará disponível no Instagram da Codim (/mulheresniteroi).

O Festival Mulher traz na programação debates e muita música. A abertura do evento na terça-feira (8), às 19h, conta com a atriz Mônica Martelli e a cantora Preta Gil com a roda de conversas ‘A mulher no século XXI: Conquistas e Desafios’, seguido do Baile da Preta que promete animar o público. Na quarta-feira (9), 19h, será a vez da empresária, jornalista e ativista Luana Génot e da cantora Ana Cañas abordarem o tema ‘Papéis de gênero na sociedade: Qual o lugar que a mulher ocupa?’, fechando a noite com o show ‘Ana Cañas canta Belchior’, o sexto álbum da cantora.

O terceiro dia do evento, quinta-feira (10), terá início às 18h com uma premiação a 55 servidoras indicadas por órgãos da prefeitura por contribuírem para a gestão pública da cidade. O encerramento fica a cargo da cantora, atriz, escritora e professora de música, Mona Vilardo. Para fechar a semana, na sexta (11), às 20h, será a vez do ritmo contagiante de Sandra Sá com músicas que marcaram sua carreira.

O Festival encerra as atividades no dia 30, às 18h, com a entrega do Prêmio Inês Etienne Romeu, que está em sua 5a edição e homenageia mulheres que se destacaram em suas atividades e participaram da luta pelos direitos da mulher em diferentes áreas.

Este ano serão homenageadas 10 mulheres que atuaram individualmente, ou enquanto representantes de instituições, nas seguintes categorias: diversidade de áreas de atuação; diversidade racial; e/ou diversidade geracional. A atração da noite será a poetisa, jornalista, escritora, atriz e cantora, Elisa Lucinda.

Campanha 2022 - O lema da campanha deste ano, “Nossas conquistas são históricas e diárias”, vai relembrar fatos históricos como o Direito à Educação (1927), Direito ao Voto (1932) e Direito ao Trabalho sem autorização do marido (1962) e como, apesar dos direitos conquistados, as mulheres ainda não estão em pé de igualdade com os homens perante a sociedade.

Programação do Festival Mulher

Terça-feira (8) - abertura do evento

19h - Roda de conversa ‘A mulher no século XXI: Conquistas e Desafios’ com a atriz Mônica Martelli e a cantora Preta Gil

- Na sequência, Baile da Preta

Quarta-feira (9)

19h - Roda de conversa ‘Papéis de gênero na sociedade: Qual o lugar que a mulher ocupa?’ com a ativista Luana Génot e da cantora Ana Cañas

- Na sequência, show ‘Ana Cañas canta Belchior’

Quinta-feira (10)

18h - Premiação para 55 servidoras da Prefeitura de Niterói por contribuírem para a gestão pública da cidade

- Na sequência, show de Mona Vilardo

Sexta-feira (11), às 20h

20h - Show de Sandra Sá

Quarta-feira (30)

18h - Entrega do Prêmio Inês Etienne Romeu que homenageia mulheres que se destacaram em suas atividades e participaram da luta pelos direitos da mulher em diferentes áreas

- Show de Elisa Lucinda com participação do maestro Luís Filipe de Lima

O Festival Mulher vai acontecer na Sala Nelson Pereira dos Santos (Av. Visconde do Rio Branco, 880 - São Domingos).

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.






POLÍTICA