top of page

O pseudo-escândalo criado pelo Estadão

Por Helcio Albano


Os Bolsonaro com Djaca e o motorista de fuga Queiroz, o outro Queiroz. Fotos redes sociais.
Os Bolsonaro com Djaca e o motorista de fuga Queiroz, o outro Queiroz. Fotos redes sociais.

Os vermes digitais (mas de proxy de carne e osso mesmo) agora miram seus canhões de fake news para Dino, Boulos e Janones. O motivo? Uma foto com uma senhora que acusam de ser a "dama do tráfico" por ser casada com um suposto líder do CV do Amazonas.


Uma foto, senhoras e senhores.


Uma vez li não sei onde que um político tem mais ou menos a mesma exposição de imagem que um artista de televisão.


Assim como o cara não lembra de um figurante que arrancou-lhe um sorriso numa fotografia no intervalo de uma gravação, o político não tem a menor ideia dos b.o's de quem lhe pede um registro na rua ou no Congresso Nacional. Até aí morreu Neves. Mas o impressionante é a capacidade de mobilização articulada dessa malta nas redes. E não impressiona que o pseudo-escândalo tenha partido de um jornal "sério" como o Estadão.


O tal jornalismo profissional quando se trata de governos populares no poder não se diferencia em nada do esgoto de desinformação bolsonarista. E vê se aí que atuam juntos.


Como também atuaram juntos no incrível caso do terrorista pagodeiro do Hezbollah, que recrutava incautos pra explodir sinagogas no Brasil. Que patético.


Colocam a opinião pública brasileira abaixo da linha da burrice com o intuito de apoiar os sionistas de Israel contra os palestinos.


Foto por foto, o que mais tem é o bozo e sua prole com milicianos, traficantes e pedófilos. Se fosse só isso, tudo bem. Mas teve homenagens e até emprego pra parentes dessa turma.


Relações profundas que deixam de ser um mero acaso, não é mesmo?


Siga @helcioalbano


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.



Helcio Albano é jornalista e editor-chefe do Jornal Daki.




POLÍTICA