top of page

O rolé de Lula e os crimes salientes do bozo

Por Helcio Albano

Política é mensagem/Foto: Reprodução
Política é mensagem/Foto: Reprodução

Gasto em puteiro pé sujo do interior e de gente enricada, em vibrador, em posto de gasolina pra abastecer motociatas Brasil afora, em contas da famiglia, do papagaio, da vovó e da vizinha. Uma zorra total com o meu, o seu, o nosso e o vosso dinheiro. Ou uma indecência, como se refere o Estadão ao uso do cartão corporativo pela Orcrim do bozo nos últimos 4 anos.


Tudo, tudim documentado e revelado pelo Portal da Transparência. Os gastos totais, segundo o Portal, já ultrapassam os R$ 75 milhões, três vezes o que foi divulgado pela SGPR nos primeiros dias de janeiro.



Isso aí é fichinha, leitor: a Orcrim do bozo tinha não só um cartão, mas o Estado na mão. E com essa prerrogativa, deu *R$ 870 milhões (quase 1 bi) pra uma Ong evangélica (Missão Caiuá) cuidar da saúde indígena.


É tanto absurdo reunido numa só sentença que não caberia 100 espaços desta Coluninha para dar conta de maldizer essas almas sebosas.


Hoje (26), relatório de 2019 da Funai que se manteve escondido nos últimos anos, aponta conluio assassino entre altas figuras militares, políticos e garimpeiros na região Yanomami, palco da tragédia humanitária que assistimos entre atônitos e indiferentes.



Fazer o quê? É essa maldita polarização. Mas, para o bem do que nos resta de humanidade, tal divisão não sensibilizará o juízo de Haia, onde o facínora Bolsonaro deve ser condenado por genocídio. Ibaye!


Enquanto isso, em visita ao Cone Sul, Lula reafirma a soberania dos povos, se encontra com Pepe Mujica em sua chácara no Uruguai e dá um rolé num Fusca com o amigo...


*Plus

Valor atualizado de repasses a Ong evangélica (Missão Caiuá) pelo Portal da Transparência: R$ 2,98 bilhões em pagamentos e R$ 3,05 bilhões em contratos celebrados com o poder público desde o ano de 2014.


Bicho...


***

Baixe de graça o livro Reflexões de proa do jornalista Helcio Albano.


Siga @helcioalbano

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

Helcio Albano é jornalista e editor-chefe do Jornal Daki.


POLÍTICA