top of page

Primeiras cirurgias oncológicas eletivas são realizadas em SG

Hospital Luiz Palmier amplia centro cirúrgico para atender a demanda


Foto: Renan Otto
Foto: Renan Otto

No dia Mundial da Saúde e véspera do Dia Mundial da Luta Contra o Câncer, São Gonçalo deu o primeiro passo para o início de procedimentos cirúrgicos nesta área. Nesta quinta (7), o município realizou as suas primeiras cirurgias oncológicas de mama e ginecológica.


Amanhã, serão feitas as de tireoide. As intervenções acontecerão às quintas e sextas-feiras, no Hospital Municipal Luiz Palmier (HLP), no Zé Garoto. Por mês, serão realizadas cerca de 45 operações na cidade, a maioria de câncer de mama.


Cirurgião responsável pela equipe que vai atuar no HLP, o médico oncologista Dr. Edmar Lopes da Silva Neto elogiou a estrutura do hospital da cidade e acalmou as pacientes que aguardam por esses tipos de cirurgias. “É importante o fazer bem feito. Não é fazer por fazer.


Esse hospital tem boa estrutura, o centro cirúrgico é bem montado, com conforto, segurança e a qualidade que estes pacientes precisam. A equipe toda tem experiência, todos são cirurgiões oncológicos e já passaram pelo Inca (Instituto Nacional do Câncer), o que é muito importante. Fizemos, no ano passado, 1.020 cirurgias de câncer em Rio Bonito. E trabalhando bem, teremos algo sólido por muitos anos em São Gonçalo”, disse o médico.


Todos os pacientes que serão chamados para as cirurgias são aqueles que estão na fila da Central de Regulação do Estado, ou seja, a cidade vai atender a pessoas de todos os municípios do Estado. Também vale lembrar que os gonçalenses não podem procurar o Hospital Luiz Palmier para requisitar as cirurgias.


Para ser inserido no sistema da Central de Regulação do Estado, o gonçalense tem que estar com o encaminhamento médico em mãos e procurar a Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil de São Gonçalo, que fica no estacionamento (G2) do São Gonçalo Shopping.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.



POLÍTICA

KOTIDIANO