top of page

Tudo joias no mundo da pilantropia - por Rofa Araújo


Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

O mundo anda dando cambalhotas. E a cada dia parece surgir algo surpreendente mais que o fato anterior. E alguns ainda não acreditam dizendo que “coisa de esquerdista”.

O caso das joias parece mais que uma novela, com mais e mais capítulos. Parece ficção, mas é realidade por mais surreal que parece.

Ganhar joias de presente dos árabes riquíssimos por certamente ter atendido seus interesses e, pasmem, sumir com elas por achar que foram presentes pessoais e não institucionais. E, ainda por cima, vender para lucrar com isso, usar avião presencial para transporte. E tudo isso feito por quem, com alarme, não ser corrupto e não roubar nem deixar roubar. Oiiiiii????

Estávamos com um bando de ladrões na presidência, especialistas em “pilantropia”, enganando a tudo a todos que os defendem, com o uso e abuso do slogan “Deus, Pátria e Família”. Porém, esse “deus” devia ser o dinheiro e não àquele divino; Pátria não ao nosso país, Brasil, mas a idolatria a um grupo que tudo fez em benefício próprio; e Família, não a dos brasileiros, mas uma única, a “familícia” que roubou, desviou e comprou em espécie mansões e outros imóveis, fazendo das acusações da Lava Jato fichinha pura.


E a “pilantropia” continua ao enganar os que tem fé no Deus verdadeiro, o substituindo por alguém desprezível e que fere os princípios cristãos: Jair Messias Bolsonaro. Tem o nome atribuído ao “Deus Filho”, Jesus Cristo, mas que desconhece e age totalmente contrários aos seus ensinos. Ao invés ao amor, sempre pregou e ainda prega o ódio no coração, até mesmo apoiando morte de pessoas inocentes para defender policiais que sempre matam sob desculpas das mais esfarrapadas possíveis.

E, assim, parece estar “tudo joias” mesmo com todas as provas evidentes e achando que todo brasileiro é gado e acredita nas maiores loucuras ditas e malditas desses que estão ai querendo mais que tudo dê errado no país para mante seu discurso vivo e atacar um governo que pensa mais no povo e no social que o deles que nunca fez nada disso e queria agradar os militares e àqueles que o elegeram.

Uma situação inusitada que está diante do nariz de todo brasileiro. Qual será nossa atitude e discernimento? Acreditar e cobrar punições ou achar tudo mentira e defender quem sempre demostrou ser contra o próprio povo, condenando-o à morte na pandemia e com suas ações somente em benefício dos mais ricos em detrimento às necessidades dos mais pobres?


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.


Rofa Araujo é jornalista, escritor (cronista, contista e poeta), mestre em Estudos Literários (UERJ), professor, palestrante, filósofo e teólogo.





POLÍTICA