top of page

'Violência contra a mulher não tem desculpa, tem lei'

Na quarta (17/8) foi a estreia do Programa Bolsa de Negócios na Rádio Aliança. O papo foi sério, mas com muita leveza e descontraído

Di, Patrícia e Rosana/Foto: Divulgação
Di, Patrícia e Rosana/Foto: Divulgação

“VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NÃO TEM DESCULPA, TEM LEI”.


Assim Rosana Melo iniciou o Programa Bolsa de Negócios na Rádio Aliança na quarta (17/8). "Bem sabemos, que o Homem é o cabeça do lar, mas a mulher é o pescoço, e que a condução da harmonia no lar está mais com ela", continuou Rosana, ao lado na bancada com Patrícia Mattos e Di Miranda.


As mulheres precisam aprender a se auto defenderem dos abusos, que muitas vezes se instalam de forma sorrateira, imperceptível e silenciosa, que não se escondam na sombra da religião e se manterem cativas aos maus tratos, que não se iludam com palavras agressivas camufladas de amor. Sim, queremos alertar todas as mulheres, a enxergar quando estão no Ciclo da violência e buscarem ajuda.


Os três vilões do crescimento e da liberdade, são a Procrastinação, o Comodismo e o Conformismo; é sempre deixar para resolver depois, porque acredita que tudo vai melhorar, é criar desculpas para não enfrentar o medo, a insegurança e a culpa que ela carrega; é decidir permanecer estática para não militar contra seu abusador.


Estamos em campanha em favor das mulheres, não contra os homens, mas também queremos, salientar a importância de que muitos homens precisam ser tratados, para que não venha vitimizar outras mulheres.


Ir às escolas, trabalhar a conscientização dos meninos, tratar as famílias de onde eles são influenciados, pois seus arquétipos de comportamento lá estão.


A sociedade precisa olhar com mais atenção, sobre que estrutura está se dando à formação destes homens, pois, não é a militância feminista que resolve, mas o olhar amoroso e do comprometimento na militância de cuidar da família como a célula máster da sociedade.



Di Miranda ressaltou os reflexos desta situação ao afirmar que a mulher que sofre violência física, emocional ou verbal é uma mulher que vive sem acreditar nela e acaba embutindo todos os seus sonhos e vive sem expectativa.


Trabalhar o emocional dessa mulher é muito importante muitas das vezes quando uma mulher chega no ateliê ela vai acreditando que não é capaz de decorar um bolo que ela não vai ser capaz de fazer uma massa, ela está sempre acreditando que ela não é capaz de prosseguir em todos os aspectos da vida dela.


Di Miranda afirma que o bolo é só o caminho para que começa a trabalhar no emocional dessa mulher é fazer com que ela acredite nela fazer com que ela acredite que ela é capaz de ser e de fazer o que ela quiser.


Muitas das vezes elas chegam dizendo que não querem aprender para o vender e sim para ocupar o tempo, por terapia . Então Di Miranda começa a trabalhar o emocional dessa mulher. E elas começam a entender a força que elas tem, que elas por podem sim ter sua liberdade financeira que elas são capazes de fazer as mudanças na vida delas independente de um bolo ou de um curso.


Patrícia Mattos pontuou a importância de não se perder na inércia e ainda se achando culpada pela atitude violenta do companheiro, nada justifica a violência e para se libertar precisa focar nela e no que a realiza e direcionar sua atenção e energia na realização e não se deixar levar pelo medo de errar, pois errar também é o caminho, se esperar o momento certo de fazer algo, esse momento nunca chega.


Precisamos dar um basta nesse ciclo de violência e o primeiro caminho é a independência financeira, no início o medo trava mas essa é uma característica humana de auto proteção, mas que não pode te paralisar, acredite em você e se verá capaz de realizar muito mais que imaginou, para isso é importante estar conectadas a outras mulheres que lutam e vencem suas próprias barreiras limitantes internas juntas, para isso a Bolsa de Negócios realiza encontros mensais no Espaço Conhecimentos no Shopping Partage, toda última segunda-feira do mês, a próxima será no dia 29 de agosto. Esperamos vocês!!


O nosso Programa Bolsa de Negócios na Rádio Aliança pode ser acessado pelo link https://www.facebook.com/difusora.alianca/videos/475111674436889/

Assista, curta e compartilha fazendo essa corrente do bem.


Denucie: Disque 180


Locais de Atendimento a Mulher em São Gonçalo

SUBSECRETARIA DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA MULHERES

Rua Dr. Porciúncula, 395 – Venda da Cruz / São Gonçalo


CEOM – CENTRO ESPECIAL DE ORIENTAÇÃO À MULHER ZUZU ANGEL

Rua Camilo Fernandes Moreira, s/n – Neves – São Gonçalo

Atendimento de 9h às 17h

(21) 3758-5060 / 96427-0012

SALA LILÁS – ATENDIMENTO ESPECIALIZADO PARA MULHERES VÍTIMASD E VIOLÊNCIA

Rua Capitão Juvenal Figueiredo, 3381 – Tribobó – São Gonçalo

(21) 2701-5622 / 3715-2155


PATRULHA MARIA DA PENHA / 7º BPM

(21) 99063-0026


 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.