top of page

Espetáculo Reticências é apresentado no CEU Mumbuca em Maricá

Iniciativa faz parte do Núcleo Cultura + Colorida e integra a semana de valorização dos artistas LGBTQIA+


Foto: Marcos Fabrício
Foto: Marcos Fabrício

A Prefeitura de Maricá apresentou no sábado (12/11) mais uma atração do projeto Núcleo Cultura + Colorida, que dá visibilidade a expressões artísticas da comunidade LGBTQIA+, no auditório do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), na Mumbuca. O espetáculo de dança Reticências retratou pontos específicos de acontecimentos do passado de quem assistia, mostrando momentos e memórias. As 12 bailarinas do grupo Motirô de Itaipuaçu expressavam com o corpo, por meio da dança, sentimentos como resiliência, traição, saudades e amores.

Para o diretor e coreógrafo do espetáculo, Gilbert de Souza, de 28 anos, cada pessoa carrega uma reticência de sua vida. “É como se fosse um paralelo. Quem está assistindo vai lá na sua história para poder enxergar o que aconteceu e o que as vezes merecia um ponto final ou uma reticência para poder continuar aquela história ou dar um ponto final”, destacou.


Até o dia 26/11, estão previstas apresentações artísticas que valorizam e dão visibilidade à cultura e a arte dessa comunidade. “Estamos juntos nessa caminhada para romper o preconceito e instalar as verdadeiras relações humanas. Precisamos cada vez mais ter em mente que cada um de nós pode ser quem é”, afirmou o secretário de Cultura, Sady Bianchin.

O Núcleo Cultura + Colorida foi criado em junho de 2021 pela Secretaria de Cultura para dar visibilidade para toda manifestação cultural da comunidade LGBTQIA+, que defende a diversidade e busca mais representatividade e direitos para essa população. “Estamos na semana de valorização dos artistas LGBTQIA+ da cidade com uma programação que reúne dança, música e teatro, onde esses artistas são protagonistas”, disse Owen Kane, que integra o Núcleo Cultura + Colorida.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.



POLÍTICA