Buscar

Salve a nossa rica diversidade



A diversidade do povo brasileiro é a mais rica que existe. Mas será que todos concordam com essa afirmação? Na semana da abolição pensamos que comemoramos e relembramos os 125 anos da Lei Áurea, levando em consideração a tinta da caneta em ouro, prata, esmeralda e brilhantes no papel assinado por Isabel, teoricamente a escravidão tupiniquim durou 358 anos.

O Povo Brasileiro do grandioso Darcy Ribeiro deve ser leitura fundamental nas escolas, para que desde o início da nossa formação seja possível a compreensão da nossa colonização e cultura.

O livro dele, como o próprio abertamente confessou, não é um tratado acadêmico, mas procura a polêmica e a denúncia. É lavra de um intelectual engajado nas lutas políticas e sociais do seu país.

“As atuais classes dominantes brasileiras, feitas de filhos e netos de antigos senhores de escravos, guardam, diante do negro, a mesma atitude de desprezo vil. Para seus pais, o negro escravo, o forro, bem como o mulato, eram mera força energética, como um saco de carvão, que desgastado era facilmente substituído por outro que se comprava. Para seus descendentes, o negro livre, o mulato e o branco pobre são também o que há de mais reles, pela preguiça, pela ignorância, pela criminalidade inatas e inelutáveis. Todos eles são tidos consensualmente como culpados de suas próprias desgraças, explicadas como características da raça e não como resultado da escravidão e da opressão. Essa visão deformada é assimilada também pelos mulatos e até pelos negros que conseguem ascender socialmente, os quais se somam ao contingente branco para discriminar o negro-massa.”

A possibilidade de uma democracia racial, somente é possível se existir uma verdadeira democracia social, onde negros e brancos tenham as mesmas possibilidades de inclusão, e que as chagas da escravidão não sejam a marca para a continuidade de um preconceito velado.

125 anos de alforria é menor que 358 anos de escravidão e matemática a gente não discute, não é?

Gostou? Curta a página Daki no facebook, aqui.

#CRISTIANASOUZA #ARTIGOS

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon