Buscar

O pulso, ainda pulsa: depois da chicungunha e da febre amarela, agora o sarampo



A Fiocruz, laboratório de referência do Ministério da Saúde, confirmou hoje (9) que duas estudantes da UFRJ estão, sim, com sarampo. 

No último dia 3, as secretarias de Saúde estadual e carioca já haviam realizado ação preventiva de vacinação de bloqueio no campus da Faculdade de Direito da UFRJ, onde estudam as pacientes que tiveram os casos confirmados.

Devido a possibilidade de surto da doença no estado do Rio, o Ministério da Saúde e as secretarias locais agem em conjunto para disponibilizar para a população até 49 anos - que não foi imunizada, frise-se - doses da vacina Tetra Viral, que podem ser encontradas nos postos de saúde.

A Tetra Viral tem cobertura contra o sarampo, a caxumba, a rubéola e catapora

Em agosto, ocorre a campanha da vacina tríplice, que abrange também a poliomelite.

O sarampo, considerado erradicado desde 2000 no Rio de Janeiro, veio novamente à tona  na região norte do país, mais precisamente nos estados de Roraima e Amazonas.

Especialistas estão preocupados com um surto da doença no Rio em razão da facilidade de contágio e da baixa cobertura vacinal, que atualmente está abaixo dos 95% da população, números considerados ideiais pelo Ministério da Saúde.

Depois de anos de dengue, e recentemente zika, chicungunha e febre amarela, agora o sarampo. E o pulso, ainda pulsa.

#DAKIEDELÁ #CIDADE #SAÚDE #SARAMPO #VACINAÇÃO

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon