Buscar

A hora e a vez do Professor Josemar Carvalho



Josemar vai para sua sexta eleição. Ao todo foram 68,2 mil votos em cinco pleitos

O Professor Josemar Carvalho, confirmado candidato a deputado estadual em convenção partidária do Psol realizada na última sexta (20), começa oficialmente sua campanha em São Gonçalo nesta segunda (23) numa roda de conversa que reunirá os também candidatos psolistas Tarcísio Motta, Ivanete Silva, Chico Alencar e Talíria Petrone.

O encontro é aberto e ocorre no contexto do movimento Se o Estado do Rio Fosse Nosso, promovido pelo Psol para aproximar a população dos grandes temas que impactam o cotidiano nos âmbitos local e estadual.

Josemar vai para sua segunda disputa à Alerj. Em 2104 o cria de Neves bateu na trave, e por apenas 700 votos, ficou de fora da Assembleia Legislativa como primeiro suplente do partido.

O geógrafo, professor universitário e da rede pública de ensino, negro, voluntário do projeto Emancipa de educação e político, tem 42 anos de idade e participou de cinco eleições consecutivas, três para o Executivo de São Gonçalo (2008/12/16), uma para a Câmara Federal (2010) e uma para a Alerj (2014). Todas pelo Psol.

Ao todo, são 68,2 mil votos acumulados nas eleições que participou. Está longe de ser pouca coisa.

O candidato - única representação genuína do campo progressista e de esquerda de São Gonçalo que concorre a uma vaga na Alerj - tem chances concretas de vencer as eleições mesmo sem a ajuda do principal puxador de votos da legenda, o deputado Marcelo Freixo.

Freixo concorrerá 'no sacrifício' a uma cadeira federal em Brasília para ajudar a garantir os 7 deputados no Congresso Nacional pelo Psol e fugir da cláusula de barreira partidária, exigência da minirreforma política do então presidente da Câmara Eduardo Cunha, chancelada pelos pares de mesmo pedigree do agora condenado e preso ex-deputado.

Numa dessas ironias da vida, a tragédia ocorrida à vereadora Marielle Franco, assassinada em maio deste ano, deverá dar mais consistência à campanha e ao discurso dos candidatos do Psol, favorecendo a sua estratégia de penetração eleitoral além das camadas médias da sociedade, tradicionais eleitores do partido.

Isso vai favorecer o proponente gonçalense.

Se souber se comunicar bem com o eleitorado e impor sua condição de única opção genuína de esquerda na cidade (reitero), com o conhecimento de causa e coerência assertiva que o acompanham ao longo dos anos, tem grandes chances de encomendar o paletó de posse.

E independente de ter o meu voto ou não, São Gonçalo e o estado do Rio só têm a ganhar com a vitória do professor Josemar.

Ah, o encontro será às 18h30, na Rua Jaime Figueiredo, 747 - Patronato.​

#POLÍTICA #PROFJOSEMARCARVALHO #ELEIÇÕES2018 #SÃOGONÇALO

MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon