Buscar

AI-5 restaurado, por Helcio Albano

Atualizado: 2 de Dez de 2019


Há poucas semanas, nesta mesma Coluninha, disse que o palavrório escatológico e irresponsável do presidente, filhos, et caterva, não tinha a menor importância frente aos problemas reais do Brasil, principalmente na área econômica que, antes empacada e inercial, começa a se movimentar, não pra cima, nem pro lado, mas ao precipício.


É o que tem levado o governo Bozoliro a um pânico que deixa tudo às escâncaras, sobretudo após a inflexão política e social sul-americana nos últimos meses à esquerda no Equador, Colômbia e Chile, o que é um Rio Amazonas no chopp da euforia ultraliberal que nos impõe reformas que mutilam direitos dos trabalhadores.


E, pro sadismo antipovo prosperar, só com medidas extremas que menosprezam a democracia.


Daí o AI-5 na boca do Bozo 03 e do Guedes como ameaça a uma possível reação popular à maldade; o 'excludente de ilicitude', essa tara homicida que encontrou morada no pacote anticrime do Moro e, (não) finalmente, o PL 2.418/2019 que tramita na Câmara dos Deputados e que permite a instalação de uma ditadura digital ao mesmo tempo que libera a bisbilhotagem geral e irrestrita no Brasil.


Tudo isso está posto, mostra o que o governo é e quer, e o faz em ações que evidenciam o estado policial (já) instalado. Vide o caso do porteiro do Vivendas da Barra e dos brigadistas do Pará, presos por queimarem 'mato', não a floresta, numa diligência da polícia local que se revela uma grande armação a validar a narrativa delirante do Planalto em culpar Ongs pelos incêndios criminosos na Amazônia.

Plus

E haja AI-5 para aplacar a ira do povo contra o governo quando:


O quilo da alcatra chega a R$ 50,00 tendo que ouvir a ministra da Agricultura dizer que é assim mesmo porque a carne tava barata;


A gasolina caminha para R$ 6,00, pressionado pelo dólar nas alturas, inflacionando toda a economia a corroer a renda do trabalhador;


Se taxa desempregado em 7,5%;


Se diminui o adicional de periculosidade de 30% para 5% do salário;


Libera geral o trabalho aos sábados, domingos e feriados sem adicional de 100%;


Não se considera mais acidente de trabalho no trajeto de ida ou volta do emprego e, de quebra, acaba com o seguro DPVAT.


A lista é infindável.


Mas, segundo Bozoliro, Bozo 03, Paulo Guedes e o generalato de pijama, se o povo se revoltar contra o governo, a culpa é do #LulaLivre


***

PS: AI-5 foi o Ato Institucional nº 5 baixado pelo governo militar, em 13 de dezembro de 1968, que fechou completamente o regime numa ditadura, cassando os direitos políticos e jurídico-civis dos brasileiros. Qualquer pessoa, a qualquer momento, poderia ser presa e torturada pela polícia sem razão definida e sem direito a habeas corpus. Foi o terror oficializado. Centenas de brasileiros foram 'desaparecidos' e assassinados após o AI-5.


Bônus

Botaram um capitão do mato no quilombo.

Helcio Albano é jornalista e editor do Jornal Daki.


MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon