Buscar

Cadê os vereadores? Entidades gonçalenses cobram posicionamento da Câmara durante pandemia

Parlamentares não se manifestam oficialmente sobre a crise desde 18 de março. Quase um mês de silêncio


Por Cláudio Figueiras


Entidades sociais representadas no Fórum São Gonçalo de Desenvolvimento Sustentável e Resistência Democrática (Fórum SG), solicitaram à Câmara de Vereadores, nesta terça-feira (14), informações referentes à atuação dos parlamentares frente à grave crise sanitária ocasionada pela Covid-19 (Coronavírus), que força a quarentena e o isolamento social dos gonçalenses.


Estas ações, adotadas em São Gonçalo desde 13 de março, têm como consequência uma série de restrições, principalmente financeiras, numa cidade com histórico social de grande vulnerabilidade.


Em reunião virtual do Fórum realizada no último domingo (12/4), representantes de diversos coletivos e movimentos sociais deliberaram pela criação e envio de documento formal (ofício) à Câmara indagando os vereadores sobre as ações - ou omissões - durante a crise.


Tal atitude vai de encontro às milhares de manifestações de gonçalenses nas redes sociais nas últimas semanas, que cobram iniciativas e atitudes concretas dos parlamentares, que desapareceram durante a pandemia no momento em que a municipalidade mais precisa dos seus representantes na criação de políticas públicas que amenizem o sofrimento da população.


Os vereadores não se manifestam oficialmente sobre a crise desde 18 de março, quando a Câmara fechou em adesão à quarentena.


O Fórum indaga quais medidas emergenciais a Casa Legislativa tomou durante a crise e se há ações em andamento propostas pela Comissão de Saúde da Câmara. Também consta no documento pedido de informações sobre os atos de fiscalização das ações do Poder Executivo, que decretou estado de calamidade pública no último dia 3/4, o que o desobriga de cumprir as exigências da lei 8.666/93 de licitações.


- Esperamos dos parlamentares respostas imediatas em relação a essa crise. Não vimos até agora uma proposta de ação concreta da Câmara de Vereadores. Isso é muito grave! Nem ao menos sessões virtuais os edis estão realizando para deliberarem sobre o que fazer nesta pandemia. A população está órfã, se sentindo abandonada num momento que mais precisa. Exigimos respostas! - cobra Douglas Figueiredo, integrante do Movimento Cidadão, que representa os camelôs do Centro que estão impedidos de trabalhar devido à quarentena.


Segundo a assessoria de imprensa da Câmara, os parlamentares irão realizar sessão plenária presencial hoje (15) às 17 horas. Os vereadores, ainda segundo a assessoria, se reúnem para definir o que será feito pelo Legislativo nos próximos dias. A sessão é fechada ao público.


O Fórum SG abriga 44 entidades da sociedade civil, e foi criado em dezembro de 2019, com o objetivo de propor alternativas de desenvolvimento sócio-econômico e cultural de São Gonçalo e em defesa da Democracia.


Veja o documento na íntegra.



MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon