top of page

Juiz aceita denúncia e Gabriel Monteiro vira réu por vídeo de sexo com adolescente

O ex-PM e vereador youtuber terá que apresentar defesa em 10 dias

O vereador Gabriel Monteiro, deixa a 42ª DP, do Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste do Rio de Janeiro após depor, no começo de abril - Eduardo Anizelli/ Folhapress
O vereador Gabriel Monteiro, deixa a 42ª DP, do Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste do Rio de Janeiro após depor, no começo de abril - Eduardo Anizelli/ Folhapress

O ex-PM e vereador youtuber Gabriel Monteiro (PL) terá que responder à Justiça a denúncia do Ministério Públio que apura a gravação e um vídeo íntimo em que o parlamentar aparece tendo relações sexuais com uma adolescente de 15 anos. As informações são da Folha de S. Paulo.


A decisão é do juiz do TJRJ Marcelo Almeida de Moraes Marinho due aceitou a tese do MP de há pressupostos legais que autorizam a ação penal. Monteiro terá que apresentar defesa prévia no prazo de dez dias, devendo no mesmo prazo indicar testemunhas e provas que irá produzir, além de oferecer documentos e justificações.



No dia 28 de março, a mãe da jovem procurou a 42ª DP, no Recreio, zona oeste do Rio, após os vídeos terem vazado no Twitter e em grupos de Whatsapp.


Em depoimento, a adolescente disse que os vídeos foram divulgados sem o consentimento dela e que Monteiro havia dito que o vazamento do material foi feito por funcionários que o teriam "traído."


No dia 31 de março, a Justiça intimou o Twitter a retirar os vídeos do ar sob pena de multa diária de R$ 1.000, além de ter determinado a quebra do sigilo de dados de três perfis.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.





POLÍTICA