top of page

Pastor preso no DF fazia sexo com fiéis para 'livrá-los da morte'

O pastor alegava ter visões de um futuro sombrio que envolviam a morte de parentes das vítimas

O pastor Sinval Ferreira. Foto: reprodução
O pastor Sinval Ferreira. Foto: reprodução

Nesta quarta-feira (22), a Polícia Civil do Distrito Federal prendeu o pastor evangélico Sinval Ferreira, de 41 anos, acusado de abusar da fé dos fiéis para obter favores sexuais. O homem de 41 anos, que pregava em uma igreja em Samambaia, era visto como uma figura quase profética na comunidade religiosa local.


O pastor alegava ter visões de um futuro sombrio que envolviam a morte de parentes das vítimas. Para “salvar” as pessoas desse destino trágico, ele as coagia a participar de atos sexuais, incluindo sexo oral e relações sexuais, tanto com ele quanto com outros membros da igreja, conforme informações da coluna Na Mira, do Metrópoles.


Uma mulher de 58 anos, também pastora em Sobradinho, foi identificada como cúmplice do pastor. Ela ajudava nas ameaças aos fiéis, inclusive participando de atividades sexuais. Os pastores também obtinham vantagens financeiras dos membros do templo religioso e praticavam orgias em chácara bancada pelos fiéis.


Para satisfazer o desejo sexual, o pastor garantiu às vítimas que “Deus” teria dado ordem para que ele salvasse as esposas do obreiro da morte. A “revelação” consistia na realização de “sete unções” que teriam o poder de “quebrar a “maldição” e salvar a vida das mulheres. Para funcionar, as unções teriam que ser realizadas nas partes íntimas do fiel.



Nos siga no BlueSky AQUI.

Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI.


Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

POLÍTICA