top of page

AGLAC empossa novos imortais no ICBEU

Cerimônia será realizada no dia 28 de abril. Expectativa é que outros seis novos membros sejam anunciados no mesmo dia


Cláudio Figueiras

Os imortais Erick Bernardes, Zé Salvador, Caetano Tropiano e Cláudio Joaquim/Foto: Reprodução
Os imortais Erick Bernardes, Zé Salvador, Caetano Tropiano e Cláudio Joaquim/Foto: Reprodução

A Academia Gonçalense de Letras, Artes e Ciências (Aglac) empossa em 28 de abril quatro novos acadêmicos. A solenidade de posse dos imortais escolhidos entre 2020 e 21 será realizada no Salão Nobre do ICBEU, no bairro Zé Garoto. O evento começa às 18h com previsão de término às 21h.


O professor e escritor Erick Bernardes, 44 anos, mestre em Literatura e autor de quatro livros, entre eles a trilogia Cambada: crônicas de papa-goiabas, é um dos novos imortais gonçalenses. Ele irá ocupar a cadeira 27, que pertenceu ao médico legista Sebastião Faillace.


É uma honra pra mim, impossível não reconhecer, principalmente por ser a AGLAC essa instituição de tradição e com acadêmicos tão relevantes para o município - não vou mencionar nomes que é para não gerar ciúmes (risos). Quero colaborar com a instituição no âmbito cultural de SG, me sinto animado com as ideias que estão surgindo. A palavra-chave para traduzir o que sinto é: entusiasmado”, disse Bernardes.


O parceiro de letras do criador do Cambada, o poeta cordelista cearense Zé Salvador, um dos maiores expoentes da literatura de cordel no Brasil e radicado em São Gonçalo, também será empossado e ocupará a cadeira de nº 23 que pertenceu ao ex-prefeito Zeir Porto.


"Fiquei feliz em assumir a cadeira 23 porque o patrono é o grande Machado de Assis de quem eu gosto muito das suas obras. E tem o Zeir Porto que é o meu antecessor. Ele foi vereador, foi chefe do Detran, foi deputado depois vice-prefeito, depois prefeito. um político de nome aqui em São Gonçalo. Então eu tô bem na fita de assumir a cadeira 23. E isso me faz até orgulhoso, porque eu não tinha essa meta de assumir cadeira em Academias. Isso muito me envaidece ser acadêmico da Aglac e também para poder acrescentar outras duas academias que eu também sou membro. Eu não pretendia ser acadêmico de nada. Isso é muito bom, graças a Deus", comentou Salvador.


Serão empossados na mesma noite os professores Claudio Joaquim e Caetano Tropiano, que ocuparão as cadeiras 19 e 52, nos lugares de Sirley Oliveira e de Edson Viana Matos, respectivamente.


Um sambista na Aglac?

A Aglac deve anunciar no momento da posse ou dias depois da cerimônia outros seis novos imortais que estão atualmente em processo de escolha interna após portifólios entregues à Mesa Diretora da Academia pelos interessados.


Um dos nomes apresentados foi o do poeta, escritor e compositor da GRESU Porto da Pedra, Paulo Vieira de Freitas, o Paulinho Freitas, autor do livro Coisas do Tigre (2019), que desvela os bastidores da mundialmente conhecida Escola de Samba de São Gonçalo.


Várias personalidades de destaque das artes e da cultura da cidade já se manifestaram publicamente em suas redes sociais torcendo pela escolha do escritor para um das cadeiras vagas da Academia.


Entre elas, o engenheiro e sambista Oswaldo Mendes, que criou uma campanha virtual para dar visibiidade à candidatura de Paulinho como representante legítimo do mundo do samba e da cultura popular gonçalense na Academia:


A presença do Paulinho na Academia terá um simbolismo que dignifica a arte do Samba e a cultura do Carnaval na cidade. Será o primeiro sambista raiz imortal da Academia”, afirmou Mendes.



A hastag criada em apoio ao sambista, membro da Ala de Compositores da Porto da Pedra, é #PaulinhoFreitasNaAglac.


Os membros da Aglac tem assento vitalício. A posse dos novos imortais no dia 28 de abril é a primeira cerimônia desta natureza desde que teve início a pandemia da Covid-19 em março de 2020.


Serviço

Local: ICBEU - Rua Dr. Francisco Portela, 2772 - Ze Garoto, São Gonçalo

Data: Quinta, 28 de abril de 2022

Horário: 18h

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.


POLÍTICA