top of page

Os Desafios de Empreender e Maternar

Por Wanda Costa


Foto: Reprodução Internet
Foto: Reprodução Internet

Sabemos que ser mãe é o desejo da maioria das mulheres, no entanto, faz tempo que a mulher ocupa também um outro papel importante na sociedade: o profissional.


A mulher possui habilidades especiais uma delas, é fazer várias coisas ao mesmo tempo e bem feitas! Porém, uma vez que optou por ser mãe, os desafios da maternidade passam para o primeiro plano da sua vida. Mas essa mulher, por sua vez, na condição de mãe em tempo integral, já foi do mundo corporativo, trabalhou durante anos e não consegue deixar o seu lado profissional, pois, dessa forma não se sente completamente realizada.


Daí começa um novo ciclo em sua vida, o de materna re empreender. Ela busca o trabalho autônomo, como forma de unir e conciliar a maternidade com o seu lado profissional.


Uma forma de garantir uma independência financeira, ajudar nas despesas do lar e/ou simplesmente pela realização profissional. Os desafios são muitos, mesmo para ela, habilidosa com múltiplas tarefas. Empreender é por si só um desafio de exercer inúmeros papeis: gestora, vendas, criação do produto, fotógrafa e editora de imagens para divulgação e Marketing, gestora de mídias sociais, finanças, compra de material, controle de estoque, enfim...


Além de tudo isso, ela tem no mesmo ambiente (home office/lar) outra empresa para gerir: a familia. A casa que inclui, culinária, compras, limpeza e higiene, o filho que precisa da atenção da mãe/professora/ psicóloga/ terapeuta/cuidadora/entretenimento e lazer, e por ai vai...


Estamos falando de uma única mulher, com "duas empresas para gerir e administrar".



E quando, por ventura, essa mulher tem um filho com necessidades especiais? Multipliquem essa empresa para pelo menos 3 (sendo bem otimista). Um filho especial, exige atenção em tempo integral, pois, ele depende dessa mãe empreendedora, para as necessidades mais básicas, como tomar banho e escovar os dentes, por exemplo. Ele tem questões sensoriais que exigem regulação constantes, medicamentos para tomar nos horários certos, terapias de rotina, em alguns casos, todos os dias da semana, etc...


Mas não é só o filho que necessita de atenção e cuidados, uma mãe especial, precisa se cuidar e olhar para si, para seus desejos, necessidades e sentir que ela simplesmente EXISTE. Porque, é comum que em meio a tantas demandas ela se esqueça de si, abrindo mão do auto cuidado e prazer. Isso é mais comum do que se pensa, muitas


Vezes a mãe especial é considerada guerreira, heroina, forte, mas o que ninguém sabe é o que vai por baixo da capa de SUPER MULHER! Muitas noites sem dormir, choro, estresse, desespero, enfim. Muitas vezes ela nem se lembra do que gosta de vestir ou comer. Porque as necessidades do filho fala sempre mais alto, são mais urgentes, ela pode esperar. O médico, o dentista, a academia, o choppinho com as amigas, fica sempre sendo adiado para um dia quando der. Quando tudo estiver bem.


O Empreender para essa mulher, pode significar o resgate do SER. Ela, até então esquecida, dá um novo sentido à sua vida, e fica mais feliz e realizada. Com isso, terá mais condições de dar o melhor de si para a sua família. Porque para damos o nosso melhor, temos que estar bem.


Temos que nos sentir bem, temos que estar felizes e realizadas. Temos que aprender ou reaprender a SER NÓS MESMAS.


Siga nas redes:


@vemkriar_personalizados

@bolsadenegociossg

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

Wanda Costa é mulher empreendedora, mãe, proprietária da Vem Kriar e membra do Coletivo Bolsa de Negócios.


POLÍTICA