top of page

Quem é Peixão, traficante evangélico do TCP que forçou fechamento de igrejas no RJ

Peixão já havia proibido terreiros de matrizes africanas na mesma área. Foragido, o traficante é alvo de ao menos nove mandados de prisão por vários crimes

Traficante Álvaro Malaquias Santa Rosa, conhecido como Peixão. Foto: Reprodução
Traficante Álvaro Malaquias Santa Rosa, conhecido como Peixão. Foto: Reprodução




Álvaro Malaquias Santa Rosa, conhecido como Peixão, é um traficante ligado à facção Terceiro Comando Puro (TCP) que atua no Complexo de Israel, na Zona Norte do Rio de Janeiro. O criminoso também controla o tráfico de drogas em regiões como Parada de Lucas e Cidade Alta, em Cordovil, e é acusado de organizar ataques armados.



Criado por uma mãe umbandista, Peixão se declara evangélico e tem promovido atos de intolerância religiosa nas áreas sob seu domínio. No último sábado (6), proibiu o funcionamento de igrejas católicas em Brás de Pina e Parada de Lucas, impedindo celebrações como missas, casamentos e batizados.



Peixão já havia proibido terreiros de matrizes africanas na mesma área. Foragido, o traficante é alvo de ao menos nove mandados de prisão por vários crimes.



Em outubro de 2016, foi identificado como líder de uma quadrilha de tráfico de drogas desmantelada pela Operação Boi da Cara Preta, conduzida pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) e pela 58ª DP (Posse). A operação revelou a participação de policiais militares e civis em esquemas de propina para proteger traficantes e fornecer informações privilegiadas.


De DCM.

Nos siga no BlueSky AQUI.

Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

POLÍTICA