top of page

A Volta de Coutinho

Por Pastor Alair Lima

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Na última sexta-feira desembarcou em Viracopos, aeroporto de São Paulo, o jogador Philippe Coutinho e em seguida ele tomou o voo para a cidade do Rio de Janeiro. Tudo indica que ele deverá fechar contrato com um grande clube da cidade do Rio de Janeiro.


Mas a volta do Coutinho, nos leva a refletirmos sobre várias vertentes aqui no texto de hoje.

A primeira abordagem aqui, diz respeito a quantidade de jogadores prematuros que sai do Brasil para jogar em outros países. Coutinho saiu quando ainda tinha 16 anos de idade, por uma bagatela de preço e ainda assim, por causa de uma grande atuação do saudoso dirigente Eurico Miranda, que correu muito atrás e conseguiu junto a FIFA um recurso que depois daquela data reconheceu como mecanismo de solidariedade da FIFA em formação de atleta E como funciona isso?


A cada transferência internacional de um jogador o clube formador do atleta, tem direito a 5% dos valores envolvidos e foi exatamente o que ocorreu com Coutinho em algumas transferências, enquanto na Europa que envolvia  o Coutinho, acabava que o Vasco ganhava muito mais na transferência do que a própria venda do jogador.



 A segunda abordagem deste tema foi a integridade do Coutinho, um menino de 16 anos, (é claro que alguém pode justificar  que foi por influência de familiares e staff do jogador), não importa se houve ou não influencia, mas o importante é que se o jogador não quisesse, o seu clube que investiu nele dando toda formação, inclusive ele estudou no próprio colégio do clube, Coutinho sairia e o Vasco na ganharia nenhum Real, já estava tudo resolvido com um grande time espanhol e o clube que formou o jogador não receberia nenhuma recompensa. Naquele tempo ainda não existia este recurso junto a FIFA, mas Coutinho mostrou gratidão ao seu Clube e toda as negociações foram resolvidas com o seu clube e não direta com o jogador.


Coutinho se mostra um grande exemplo de que nem sempre o dinheiro resolve tudo.

Coutinho agora voltando para o Brasil e assinando com o Vasco, será algo muito legal, primeiro que é um jogador de 31 anos com um futebol excepcional, pode ainda jogar com alta performance e com certeza ajudará muito o seu time.


Se a assinatura do contrato confirmar, Coutinho tem tudo para que em pouco tempo esteja desfrutando dos benefícios de grande ídolo da gigante torcida cruzmaltina.


Isso acontecendo, Coutinho dará destaque ainda mais a grande frase do Vasco, “Onde houver um coração Vascaíno, o Vasco será imortal” por sua história com o clube e forte identificação, que naquela época eram os torcedores mirins, mas que hoje  são os jovens torcedores do Vasco.


Sucesso Coutinho, que o seu retorno seja de alta performance para o bem do futebol carioca e também do Clube de Regatas Vasco da Gama.


Sucesso Coutinho em sua volta.


Nos siga no BlueSky AQUI.

Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI.


Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.


Alair Lima é Pastor Presidente da Primeira Igreja Batista de Jardim Alcântara desde janeiro de 2011.   

POLÍTICA